HOME - Cruzeiro x São Paulo - Campeonato Brasileiro - Leandro Damião (Foto: Rodney Costa/Eleven/LANCE!Press)

Leandro Damião está sem clube após deixar o Cruzeiro (Foto: Rodney Costa/Eleven/LANCE!Press)

Bruno Cassucci e Rodrigo Vessoni
08/01/2016
15:18
São Paulo (SP)

O Corinthians já buscava um centroavante para 2016 e intensificou a procura após a saída de Vagner Love, vendido ao Monaco (FRA). Dentre os nomes discutidos pela diretoria alvinegra, um dos que mais agrada é o de Leandro Damião, de 26 anos, que está livre desde que deixou o Cruzeiro, no fim de 2015. Contudo, o Timão vê uma série de dificuldades para tê-lo.

O primeiro ponto que "derrubaria" a contratação do jogador - mas pode ser contornado - é a relação dele com o fundo Doyen Sports. O grupo maltês tem como representante no Brasil o empresário Renato Duprat, que não é bem visto pela diretoria alvinegra. Ele intermediou a parceria entre Corinthians e a MSI, entre 2004 e 2006, fato que faz o grupo que hoje está no poder do Timão se recusar a negociar com ele.

No entanto, isso pode ser contornado. A Doyen foi a responsável por financiar a ida de Damião para o Santos, em 2013, mas a rescisão de contrato dele com o Peixe também encerrou o vínculo com o fundo.

O desapreço do Corinthians pelo grupo ficou claro em entrevista coletiva do presidente alvinegro Roberto de Andrade, quando questionado sobre um suposto interesse no meia Lucas Lima.

- Até onde sei os direitos dele são do Doyen Sport, e o Corinthians não faz negócio com essa empresa - limitou-se a dizer, demonstrando incômodo.

Há, contudo, um entrave maior no momento: o imbróglio jurídico enfrentado por Damião com o Santos. O jogador conseguiu uma liminar na última quinta-feira autorizando-o a fechar com qualquer clube, mas há um temor geral de que haja novas reviravoltas no caso, como já ocorreu no passado.

Na última semana, a Justiça estabeleceu uma multa de R$ 800 milhões a ser paga ao Santos caso algum clube do exterior contratasse o centroavante, e R$ 200 mil caso a equipe fosse brasileira.

Outra pedra no caminho corintiano para ter o Bigode Grosso é a concorrência do Internacional. O estafe do atleta tem negociações avançadas com o clube gaúcho. A pessoas próximas Damião disse que pretende se transferir para o exterior, mas, se não conseguir, que prioriza o Colorado.

Contudo, o Corinthians tem trunfos. Além do poderio financeiro, fortalecido com a saída de diversos titulares nos últimos dias, o Timão pode apelar para o lado emocional. Damião já falou publicamente diversas vezes que era torcedor fanático do Corinthians na infância, quando morava no Jardim Ângela, periferia de São Paulo.

Enquanto aguarda uma definição sobre o seu futuro, o centroavante treina com um personal trainer.

O Corinthians tem um pré-contrato com o atacante André e espera que ele consiga se desvincular do Atlético-MG ainda neste início de temporada. Caso o jogador não consiga ter seu contrato rescindido, o Timão terá de esperar até o meio do ano.