Bruno Cassucci, Gabriel Carneiro e Léo Saueia
07/07/2016
07:00
São Paulo (SP)

Acertado verbalmente com o lateral-direito Gilberto, o Corinthians segue em tratativas com a Fiorentina (ITA) tentando a liberação por empréstimo de uma temporada. O jogador de 23 anos está seduzido com a chance de defender o Timão, mas o clube italiano ainda tem restrições sobre o caso.

Pelo que o LANCE! apurou, a Fiorentina está reticente em ceder Gilberto ao Corinthians por imaginar que ele não terá muito espaço no clube brasileiro, exatamente como ocorre em Florença. No último semestre, sem espaço, ele foi cedido ao Hellas Verona, e de novo não será usado na Fiorentina, que contratou o jovem holandês Kevin Diks. No Corinthians, ele iria encarar o "fator Fagner", a concorrência de um titular praticamente incontestável da equipe.

De fato, o Corinthians pensa em Gilberto como peça de composição de elenco após a saída de Edilson para o Grêmio – o ex-camisa 2 pediu para ser liberado porque sabia que não venceria a concorrência. Fagner é um dos titulares absolutos do Timão, e raramente desfalca a equipe por lesão ou suspensão. Além destes elementos, porém, o Corinthians já trabalha com a possibilidade de ele ser convocado para a Seleção Brasileira daqui em diante, o que aumentaria a lacuna na ala do Timão, já que só o jovem Léo Príncipe, que ainda nem estreou como profissional, faz parte do elenco.

Por meio de seus representantes na América do Sul, a Fiorentina tomou conhecimento de que Gilberto seria reserva no Corinthians, e assim não teria a sequência de jogos que poderia valorizá-lo financeiramente e também comprovar seu potencial técnico. Por isso, a prioridade do clube italiano é ceder Gilberto a algum clube do mesmo país, onde ele realmente jogue e possa ser observado mais de perto pela Fiorentina.

Com conversas diárias, o Corinthians tenta contornar este obstáculo, e confia na vontade já demonstrada de Gilberto de se transferir para o clube logo. A negociação continua.