LANCE!
30/12/2016
07:30
São Paulo (SP)

Sem recursos financeiros para grandes investimentos, o Corinthians deve apostar no uso de mais jovens em seu elenco profissional na próxima temporada. Aliado ao processo de transição dos garotos da base, o departamento de formação do clube escalou um time de observadores para entrar em ação na Copa São Paulo de Juniores. Assim, haverá analistas do Timão em todas as cidades-sede da competição em 2017 com o objetivo de garimpar novos talentos. De baixo custo, claro.

- Como a Copa São Paulo envolve mais de cem clubes, muitos deles nós não temos conhecimento, pois ficam muito longe, e os campeonatos regionais, muitas vezes, não são transmitidos. Portanto, boa parte dos jogadores que entram em campo nunca foram vistos pelos grandes clubes. Ou seja, são jogadores de baixo custo e que podem render muitos frutos com a camisa do Corinthians - explica Alysson Marins, coordenador de captação do Corinthians.

Além da busca por reforços jovens e de baixo custo, o Timão pretende montar um banco de dados com informações dos destaques da Copa São Paulo. Neste caso, a ideia é monitorar a evolução dos jogadores que o clube entender como capacitados nos outros clubes que vierem a defender futuramente.

Haverá 15 profissionais na "missão Copinha", sendo 13 funcionários do clube e mais dois contratados especificamente para a competição nas 18 cidades-sede. Além disso, o CADI2 (como o clube chama o "Centro de Análise de Desempenho e Inteligência da Informação") contará com profissionais nas sedes que terão clubes que podem cruzar com o Corinthians durante a Copinha.

O Corinthians está no Grupo 17 da Copa São Paulo de 2017, com sede na cidade de Taubaté. A equipe enfrentará o Taubaté, o Operário-MS e o Pinheiro-MA na primeira fase, em que dois avançam. Técnico do time profissional, Fabio Carille acompanhará todos os jogos do Timãozinho na cidade.