Cristóvão Borges e Fred

Cristóvão Borges e Fred trabalharam juntos no Fluminense entre 2014 e 2015 (Foto: Nelson Perez / Fluminense)

Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro
22/06/2016
10:00
São Paulo (SP)

Será uma noite de estreia, mas também de reencontro para Cristóvão Borges. O novo técnico do Corinthians enfrentará nesta quarta-feira, às 21h45, no Mineirão, o velho conhecido Fred, atacante que dirigiu no Fluminense entre 2014 e 2015.

A relação da dupla sempre foi boa, mas o centroavante já causou problemas ao treinador. Um deles, inclusive, em uma das estreias dos cinco anos de carreira de Cristóvão. Pelo Flamengo, ele viu o camisa 9 marcar duas vezes na vitória tricolor por 3 a 2, em maio de 2015.

Antes, porém, quando estavam do mesmo lado, a relação era de parceria. Ano passado, por exemplo, quando Cristóvão estava ameaçado no cargo, Fred chegou a dar uma entrevista para defendê-lo.

- Sou Cristovão até o final - disse o centroavante, na época.

Fred também entendeu quando perdeu espaço e foi barrado da equipe pelo treinador ao retornar da Copa do Mundo, em 2014. Logo em seguida, no entanto, ele voltou ao time titular.

Esta será a sexta estreia de Cristóvão como treinador. No Vasco, ele virou técnico após a saída de Ricardo Gomes por problemas de saúde e venceu o Ceará por 3 a 1 em sua estreia. Depois, seguiu para o Bahia (derrota por 3 a 1 diante do Criciúma no primeiro jogo), além de Fluminense (goleada por 5 a 0 diante do Horizonte-CE na estreia) e Atlético-PR (empate em 2 a 2 contra o Cruzeiro). Antes do acerto com o Timão, Cristóvão estava há três meses sem ter um clube.

ÚLTIMAS ESTREIAS DE TÉCNICOS DO TIMÃO

Tite
Na primeira passagem, em 2004, estreou com empate por 1 a 1 contra o São Paulo. Depois, em 2010, teve vitória por 1 a 0 contra o Palmeiras. Terceira passagem, que terminou semana passada, começou com uma derrota diante do Colonia (ALE).

Mano Menezes
Goleada por 3 a 0 sobre o Guarani em sua primeira passagem, em 2008. Na volta ao clube, em 2014, começou vencendo a Portuguesa: 2 a 1.

Outros
Adilson Batista (2010) teve 1 a 1 contra o Palmeiras, Nelsinho Baptista, Zé Augusto e Carpegiani (2007) perderam e Leão e Geninho (2006) venceram entre os mais recentes técnicos do clube.