Bruno Cassucci
21/06/2016
18:04
São Paulo (SP)

Um dia após ser apresentado como técnico do Corinthians, Cristóvão Borges já impôs mudanças na rotina do clube. No treinamento desta terça-feira, véspera do jogo contra o Atlético-MG, no Mineirão, o treinador só permitiu o acesso da imprensa ao CT Joaquim Grava pouco mais de uma hora depois do começo da atividade.

Quando os portões foram abertos, não foi possível diferenciar titulares e reservas. Contudo, Cássio, Vilson e Giovanni Augusto treinaram com bola e podem retornar à equipe nesta quarta. O goleiro tinha suspeita de sinusite e teve de deixar o duelo contra o Botafogo, no último domingo, no intervalo. Já o zagueiro estava vetado há mais de duas semanas por conta de edema na coxa. O meia, por sua vez, não atuou na última rodada por conta de um desconforto muscular na perna direita.

Aos olhos dos jornalistas, os reservas fizeram um trabalho em campo reduzido, com muita intensidade. Depois, eles treinaram finalizações. Enquanto isso, os titulares cobraram faltas em outro campo.

Cristóvão aproveitou o segundo dia no Timão para conversar com alguns jogadores reservadamente. No gramado, ele bateu papo ao pé do ouvido com o atacante Romero e também com o volante Willians.

Apesar do mistério, o Corinthians não deve ter muitas mudanças na escalação no duelo contra o Atlético-MG. A provável equipe para começar a partida é: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Vilson e Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho, Giovanni Augusto (Lucca/Marlone), Guilherme e Marquinhos Gabriel; Romero (Luciano).

Ao todo, Cristóvão Borges terá nove desfalques para a sua estreia como técnico corintiano. André, Bruno Paulo, Cristian, Danilo, Elias, Matheus Vidotto, Walter e Yago estão lesionados, enquanto Balbuena cumprirá suspensão.