Saídas de jogadores são pedras no sapato de Tite (Foto: Daniel Augusto Jr)

Saídas de jogadores são pedras no sapato de Tite (Foto: Daniel Augusto Jr)

Bruno Cassucci
19/01/2016
09:15
Enviado especial a Orlando (EUA)

Não houve setor que resistisse ao desmanche do Corinthians. A defesa era a única que resistia neste turbulento início de temporada, mas também será desfalcada, com a venda do zagueiro Gil ao Shandong Luneng (CNH). O Timão aceitou a última oferta do clube que tem Mano Menezes como técnico e deve confirmar a transferência do atleta de 28 anos nos próximos dias.

Se já tinha dificuldades para remontar o meio de campo e o ataque, que sofreram com as baixas de Jadson, Ralf, Renato Augusto e Vagner Love, o técnico Tite tem agora a missão de encontrar um substituto para um dos alicerces técnicos, táticos e de liderança da sua equipe. O jogador é titular do Timão desde 2013.

Para dificultar ainda mais a situação, o experiente Edu Dracena, que poderia ser o suplente de Gil, rescindiu contrato no fim do ano e se transferiu para o Palmeiras. Vilson, recém-contratado da Chapecoense, agrada ao técnico Tite, mas paira sobre ele a dúvida se pode se pode ser titular da zaga. O histórico de lesões do beque também preocupa.

Assim, o Timão deve ir ao mercado e aproveitar o dinheiro em caixa e o alívio na folha salarial para buscar reforços. A diretoria alvinegra pedia 10 milhões de euros por Gil, cerca de R$ 44 milhões na cotação atual. O clube detém 90% dos direitos econômicos do atleta.

O que consola a Tite é saber que a maioria dos atletas que estão entrando no time já estava no elenco em 2015 e conhece o estilo de jogo da equipe.

- Tende a ter essa organização da equipe. São atletas já trabalhados, então essa coordenação de movimentos acontece, a gente não fica desestabilizado. O Lucca e o Rodriguinho, por exemplo, têm essa percepção, sabem das funções. Na lateral esquerda tem Arana e Uendel, na direita, Fagner e Edilson, isso leva vantagem no aspecto de entrosamento - declarou após a derrota por 1 a 0 para o Atlético-MG, no último domingo.

A manutenção da defesa hexacampeã brasileira já havia ficado sob ameaça nos últimos dias, mas foi “salva” com o fracasso na venda de Cássio, ao Besiktas (TUR). Agora, entretanto, não teve jeito...

Além dos nomes já mencionados, o Corinthians tem em seu elenco os jovens zagueiros Yago e Pedro Henrique.