Bruno Cassucci e Gabriel Carneiro
27/10/2016
13:23
São Paulo (SP)

Ex-diretor de esportes aquáticos na gestão de Andrés Sanchez e das categorias de base durante o mandato de Mário Gobbi, Fernando Alba rejeitou um convite para voltar ao Corinthians como diretor-adjunto de futebol na gestão de Roberto de Andrade. O convite foi feito na noite de quarta-feira, mas o candidato declinou da possibilidade e já anunciou sua decisão ao mandatário, que segue buscando um novo profissional do futebol para trabalhar lado a lado com Flávio Adauto, novo integrante da diretoria do Timão.

Fernando Alba ocuparia o cargo antes desempenhado por Eduardo Ferreira, que pediu demissão do Corinthians por desgaste e também por não ter sido consultado pelo presidente do clube sobre a contratação do técnico Oswaldo de Oliveira. Já Adauto, que deve ser apresentado nesta sexta-feira, é o substituto mais de um ano após a queda de Sérgio Janikian. Antes de Alba, Duílio Monteiro Alves e Carlos Nujud foram convidados, mas rejeitaram o cargo. Nos bastidores comenta-se também que Sergio Janikian foi convidado a voltar, mas também declinou.

Embora continue discutindo nomes para auxiliar Adauto no comando do departamento de futebol, o Corinthians não descarta adiar os planos: o planejamento para 2017 já foi iniciado com a contratação de dois reforços e há poucos eventos oficiais daqui até o fim do ano. Após as três recusas, o clube trata com cautela a busca pelo novo diretor-adjunto.

O isolamento político de Roberto de Andrade não é uma preocupação para o novo diretor de futebol, Flávio Adauto. Em entrevista recente ao LANCE!, ele disse que "a gente tem um grande grupo de amigos que são solidários a ele".

Procurado pelo L!, Fernando Alba não retornou os contatos.