Gabriel Carneiro
14/01/2017
12:49
São Paulo (SP)

O Corinthians deu um novo passo pela contratação do atacante Drogba, de 38 anos, que está sem clube desde novembro do ano passado. Após reunião envolvendo o presidente Roberto de Andrade, o diretor de futebol Flávio Adauto e o gerente de futebol Alessandro Nunes, o clube aceitou as condições impostas pelos representantes do marfinense e enviou uma proposta oficial pela contratação do astro. Por meio de um emissário que viaja a Londres - condição negada pelo clube -, o Timão espera acertar detalhes e fechar a nova contratação nos próximos dias. Não há data prevista para o fim do caso.

- O Corinthians encaminhou ontem (sexta-feira) uma resposta concordando com as exigências e enviou um documento a um representante do atleta dizendo ser possível atender às solicitações, que se encaixam à realidade do futebol brasileiro - explicou Flávio Adauto, diretor de futebol do clube.

Além da confirmação do avanço nas conversas por Drogba, a diretoria do Corinthians convocou entrevista coletiva para esfriar os ânimos a respeito do racha interno entre os departamentos de futebol e marketing, como publicou o LANCE! no dia em que as conversas foram reveladas pelo Uol. Apesar de Flávio Adauto e mesmo Alessandro dizerem não ser contrários à contratação, o gerente de futebol admitiu que foram os profissionais do marketing os responsáveis pelo início das negociações.

- O primeiro contato foi feito pelo departamento de marketing e sempre houve integração com o futebol, relação sempre foi muito boa. Perdemos o Herbetta (Gustavo, ex-superintendente) e chega outro (Fernando Salles, novo diretor) com a mesma ou melhor qualidade. Sabemos o quanto o marketing é importante, as relações são fundamentais. Eles têm total liberdade para conversarmos e alinharmos situações. Tudo em prol do clube. Não houve descontentamento ou melindre por eles terem dado o start. Mas se a situação for boa para o Corinthians jamais vamos entrar em atrito - disse Alessandro.

Os dirigentes do Corinthians dizem que não têm representantes na Europa para fechar com Drogba, mas na verdade enviou um emissário que não trabalha no clube para concluir a operação. Também na coletiva deste sábado, Adauto e Alessandro não se mostraram preocupados com as declarações de Tcherno Seydi ao jornal "L'Equipe" em que afirma desconhecer contato do Corinthians. Segundo o Timão, o jogador tem mais de um agente, e as conversas têm sido conduzidas com apenas um deles. 

Apesar de ter aceito as condições impostas por Drogba, o Corinthians não imagina privilégios ao jogador de 38 anos no elenco em 2017. 

- O tratamento que é dado a todos os atletas é por igual, não diferenciamos nenhum do outro. A prova disso é o Ronaldo, que logo no começo trabalhou de uma maneira que nenhum de nós esperaria. Basta ao atleta ter atitude, comportamento e comprometimento com a instituição Corinthians. O Ronaldo fez isso de início e levou a equipe a conquistar títulos. Não tenho preocupação com indisciplina, privilégio, não prezamos por isso. Ele vai chegar, ter programação de trabalho e treinamentos que é para todos - diz Alessandro, citando o exemplo de Ronaldo Fenômeno, com quem atuou no Corinthians durante dois anos e dois meses.

Alessandro e Flávio Adauto
Alessandro e Adauto em coletiva neste sábado (Foto: LANCE!Press)

CONFIRA OUTRAS DECLARAÇÕES SOBRE O INTERESSE DO TIMÃO EM DROGBA:

ALESSANDRO, sobre preocupações com a parte técnica de Drogba
"Na minha opinião, é um atleta com um histórico que muitos gostariam de ter, campeão por onde passou. O departamento de futebol jamais daria uma negativa a ele. Foram ditas muitas inverdades sobre nossa posição a respeito disso. Não dissemos não e rapidamente também não diríamos sim. Todo processo é discutido e essas discussões são longas. O histórico dele fala por si. Temos algumas ponderações, mas há atletas acima da idade do Drogba mostrando competitividade em alto nível. Não existe preocupação com a idade. Agora extracampo e indisciplina não podemos prever. Cabe a nós saber gerenciar qualquer tipo de problema que um dia houver. Não existe nenhuma preocupação, e sim uma questão em andamento e esperamos um posicionamento para dar sequência à vinda do atleta".

FLÁVIO ADAUTO, sobre repercussão positiva ao nome
"A repercussão positiva é toda ela benéfica. Minha preocupação sempre foi não deixar que o torcedor seja frustrado. Da mesma forma que a notícia é grandiosa, tem aspecto superlativo, de um grande jogador, eu torço muito e espero que dê certo, porque será muito importante. É uma proposta que existe, é oficial, e esperamos uma resposta. Nós não falamos enquanto não estiver fechado".

ALESSANDRO, sobre convívio dos jogadores com uma estrela internacional, como foi com Ronaldo
"Falar do Ronaldo é muito fácil, ainda mais com quem conviveu em um período em que ele se comprometeu e se dedicou para apresentar resultado em 2009. Não dá para comparar um atleta com o outro, por mais que sejam goleadores, de posições idênticas, com históricos positivos. Mas vai muito do perfil, cada atleta tem uma maneira de reagir, de conduzir. Uns são mais lideres, outros nem tanto. O Drogba traria muito ao Corinthians, porque conquistou muitas coisas que os atletas que estão aqui desejam conquistar. Você se espelha, observa comportamento. Eu não compararia um e outro, mas digo que seria muito positivo".

FLÁVIO ADAUTO, sobre exigências de Drogba para fechar
"Quem o representa fez algumas reivindicações. Normalíssimas, tanto que o presidente assinou um documento dizendo que o Corinthians está disposto a aceitar. Nada de absurdo. Não posso dizer quais são as exigências, mas não há nada descabido com um projeto de parceria entre futebol e marketing. Toda negociação demanda muito tempo e às vezes dão certo ou não. Ontem demos um passo, subimos um degrau. Se a coisa caminhar alguém vai ao encontro do Drogba. Hoje não tem ninguém a não ser os representantes dele".

ALESSANDRO, sobre amizade entre Kazim e Drogba
"Seria positivo por deixar o cara mais confortável a interagir, se comunicar. Não conversamos com o Kazim sobre isso, mas vimos que ele é um cara extremamente carismático. Ajudaria sim em uma possível chegada do Drogba".

FLÁVIO ADAUTO, sobre Drogba representar fuga do planejamento de 2017
"Fugiria se fosse estratosférico, fugisse dos padrões. Mas está dentro dos padrões. Vai dar certo? Não sei, não posso te responder. O Ronaldo foi fenomenal, foi fantástico. Quando trazemos jogadores nas mesmas condições temos as mesmas expectativas, mas não deu certo com Pato e Adriano. Jogador bom é o que dá certo. Nossa expectativa é positiva. Na parte técnica e econômica, porque não faremos loucuras financeiras. Tivemos muitos cuidados em 2016, quando nossa equipe foi desestruturada duas vezes. Para 2017 são reforços pontuais e manter a austeridade financeira. O Drogba não foge do planejamento".

ALESSANDRO, sobre reação de Carille ao nome de Drogba
"Eu não conseguiria traduzir a reação dele, mas posso dizer que foi muito positiva. Não só dele, mas minha, do Flávio. Não podemos abrir mão de talento, de um cara que tem qualidade e é fazedor de gols. Como reagir negativamente a um nome assim?".