Gilson Kleina - Chapecoense

Treinador admitiu segundo tempo ruim e explicou substituições feitas na equipe (Foto: Sirli Freitas/Chapecoense)

LANCE!
22/04/2018
21:22
Chapecó (SC)

A chapecoense até saiu na frente contra o Vasco, na tarde deste domingo, na Arena Condá, porém com um segundo tempo abaixo do esperado, viu a equipe carioca melhorar de postura e chegar ao gol de empate na segunda etapa. O treinador do Verdão do Oeste admitiu queda de rendimento do time e elogiou o técnico e adversário Zé Ricardo.

- Se analisar primeiro tempo, perdemos dois pontos. Se analisar o segundo, ganhamos um ponto. Tiramos a saída de bola do Vasco e tiramos a movimentação dos jogadores, analisamos os jogos deles no Brasileirão e na Libertadores, e vimos que tinham dificuldade quando pressionam a saída de jogo. O Thiago Galhardo arrumou o time do Vasco. Fez um grande segundo tempo.

Kleina também explicou a substituição de Nadson, que entrou no lugar de Luiz Antonio, lesionado no primeiro tempo e ainda saiu do segundo tempo dando lugar para Vinicius.

- O Nadson é um jogador importante. Ele sente quando não tem uma situação favorável. Tem qualidade, mas o jogo dele não encaixou hoje. Eu assumo a situação, vou recuperar ele. A hora que fizemos a substituição o Arthur sentiu, tivemos que levar o Arthur para dentro, o Leandro teve que ajudar na marcação. O Wellington machucou, tivemos uma outra situação. É tomada de decisão. Vi que ficamos vulneráveis e não podíamos abrir mão de marcação.

A Chape ainda não venceu na Série A do Brasileiro, após a goleada sofrida na estreia para o Atlético-PR e o empate diante do Vasco, o Verdão do Oeste soma agora um ponto ganho e abre a zona de rebaixamento. 

O técnico Gilson Kleina terá a semana toda livre para recuperar os jogadores e treinar. O próximo compromisso da equipe é contra o Palmeiras, no domingo, às 16h, no Allianz Parque.