LANCE!
15/09/2016
02:31

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, reclamou ao final do jogo contra o Palmeiras que foi alvo de xingamentos e objetos atirados por torcedores do clube paulista. na noite desta quarta-feira. O dirigente rubro-negro estava em um camarote bem acima do setor Gol Sul do Allianz Parque: 

- A hora que o Márcio Araújo foi expulso eu levantei e protestei contra a arbitragem, aí os torcedores de baixo me descobriram e começaram a me hostilizar. Depois, no segundo tempo, não foi algo dirigido a mim, mas aos dirigentes do Flamengo. Atiraram objetos, alguns agrediram verbalmente, ameaçaram invadir, mas a segurança do Palmeiras funcionou e temos de agradecer a eles - declarou o cartola ao Globoesporte.com. 

Vídeos que circulam em redes sociais mostram o momento em que acontecem as discussões. Segundo relatos, as ofensas foram entre cartolas do Flamengo e torcedores comuns que estavam ao lado das organizadas do Palmeiras no Gol Sul. Na partida, o Gol Norte, onde normalmente ficam as uniformizadas, ficou fechado em cumprimento a punição imposta pelo STJD pelas brigas no primeiro turno no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Com a pena, o Flamengo não pôde ter torcedores no duelo, que terminou empatado por 1 a 1, com gols de Alan Patrick, para o time carioca, e Gabriel Jesus, para o Alviverde.