Thiago Ferri
15/09/2016
01:29
São Paulo (SP)

Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, envolveu-se em uma confusão nos camarotes do Allianz Parque. Depois de ver um diretor do Itau, torcedor do Flamengo, comemorar o gol rubro-negro no camarote do banco, o dirigente pediu para expulsá-lo do local.

Um vídeo mostra o mandatário alterado, gritando "é para tirar, sim!". Há relatos de pessoas que estavam próximas da briga de que Nobre mandou seguranças ao local para expulsar o pivô da briga. O presidente viu a comemoração, porque o camarote do banco é próximo ao do Verdão.


Fontes ligadas à empresa disseram ao LANCE! que a Real Arenas, administradora do estádio e um braço da WTorre, abriria um Boletim de Ocorrência contra Paulo Nobre, mas a assessoria da construtora recuou nesta manhã. Segundo eles, quem pode fazer um B.O. neste caso é a vítima.

Este tipo de caso não é inédito: no clássico contra o Corinthians, em setembro do ano passado, ele já tinha se irritado com um convidado de um camarote que comemorou o gol do adversário provocando a torcida do Verdão. Para evitar briga na ocasião, o presidente viu o restante do jogo do vestiário.