Léo Saueia e Pedro Barboza
20/11/2015
00:50
Santos (SP)

Em um jogo muito truncado, com dois times buscando a vitória mas errando nas finalizações, o destaque do empate em 0 a 0 entre Santos e Flamengo na Vila Belmiro, nesta quinta-feira, ficou por conta do goleiro Vanderlei. Ao longo do jogo ele fez defesas incríveis e salvou o Peixe de levar gol do Rubro-Negro. Pelo lado do time carioca, Gabriel foi quem levou mais perigo, sendo o responsável pelas principais jogadas.

SANTOS:
(leosaueia@lancenet.com.br)

8,5
Vanderlei

Fez diversas defesas difíceis ao longo do jogo e evitou o primeiro revés em casa sob o comando de Dorival. Melhor em campo.

6,5
Daniel Guedes

Subiu bem ao ataque e atrás não sofreu grandes sustos como de costume. Fez uma partida bastante segura.

5,0
Gustavo Henrique

Totalmente perdido na marcação. Deixou espaços e arriscou antecipações precipitadas. Partida ruim do defensor.

6,5
David Braz

Mascarou um pouco a atuação de seu companheiro, com bons botes e posicionamento correto atrás.

6,0
Zeca

Não conseguiu manter o nível de suas últimas atuações, quando subia à frente com perigo. Não comprometeu.

6,5
Thiago Maia

Único homem do meio de campo que esteve ligado durante os noventa minutos. Grande revelação do Santos.

5,0
Renato

Mal demais. Parecia cansado desde o início do jogo, com toques errados e oferecendo o contra-ataque ao time do Flamengo.

5,0
Marquinhos Santos

Não conseguiu se readaptar à função de meia e substituir o badalado Lucas Lima. Muito disperso e mal posicionado.

6,5
Geuvânio

Apesar de não ter sido decisivo, conseguiu dar movimentação ao ataque e quase fez um golaço driblando vários marcadores.

6,5
Gabigol

Assim como Geuvânio, buscou se movimentar pelo campo e abrir espaços. Arriscou algumas finalizações.

4,5
Ricardo Oliveira

Apesar de ser artilheiro do campeonato, pouco apareceu no duelo de ontem. Não finalizou nem sequer uma vez a gol.

6,0
Neto Berola

Limitado tecnicamente, não é a solução para sair do banco de reservas. Mesmo assim, mostrou vontade e correria.

5,5
Serginho

Ainda buscando seu espaço na equipe profissional, não conseguiu mudar o panorama da partida. Tímido em campo.


Leandro

Pouco tempo em campo. Sem nota.

5,5
Técnico: Dorival Júnior

Time não conseguiu repetir o padrão dos últimos jogos na Vila e pouco criou. Jogadores estavam mal posicionados.


FLAMENGO:

(pedrobarboza@lancenet.com.br)

6,5
Paulo Victor

Fez três defesas bastante complicadas. Errou algumas reposições, contudo, passou tranquilidade ao time.

5,0
Pará

Um pouco retraído, pouco apareceu no setor ofensivo. Em uma das vezes que subiu, deu boa assistência a Gabriel.

6,5
César Martins

A cada partida vem mostrando mais confiança. Teve um bom posicionamento e parou as investidas santistas.

6,0
Wallace

Capitão do time, foi bem ao lado do companheiro de zaga. Só não teve bom aproveitamento quando foi ao ataque.

4,5
Jorge

Nervoso em campo, recebeu cartão amarelo no início do jogo. Não fez um grande jogo. Foi expulso nos acréscimos.

6,5
Márcio Araújo

Responsável pela ligação dos zagueiros e os meias. Mesmo sem aparecer tanto, teve boa participação para o esquema.

5,0
Jonas

Um pouco atabalhoado em alguns lances, porém, cumpriu bem a função tática no meio de campo.

5,0
Alan Patrick

Responsável pela criação das jogadas, teve uma atuação bastante discreta e quase não levou perigo ao adversário.

7,0
Gabriel

O melhor jogador do Flamengo na partida, com bons chutes e muita movimentação pelo flanco direito.

5,0
Sheik

Como de costume sempre brigador, mas perdeu algumas bolas no ataque por conta do individualismo.

5,5
Kayke

Não foi tão produtivo para a equipe. Quando teve uma oportunidade cara a cara, chutou na mão do goleiro.

4,5
Guerrero

Ainda cansado da partida pela seleção, entrou no segundo tempo. Teve apenas uma oportunidade.

4,5
Ayrton

Levou um cartão no primeiro lance e acabou não conseguindo entrar no ritmo da partida.

5,5
Canteros

Substituiu Jonas na segunda etapa e, por pouco, não marcou um gol. Deu gás novo ao meio de campo.

5,0
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Até conseguiu fazer um esquema para jogar de igual para igual com o Santos. Poderia ter saído com a vitória.