Botafogo x Chapecoense - Jair Ventura

Jair Ventura vive seu maior jejum à frente da equipe de General Severiano (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.)

Felippe Rocha
03/12/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo até voltou a fazer gol, no último jogo, mas o empate com a Ponte Preta aumentou para cinco o número de jogos da equipe sem vencer. O pior é que, para aquela partida, o time jogou consideravelmente modificado, por suspensões, lesões e até pelo receio de doping de Bruno Silva. Desta vez, embora não diga em que posições, Jair Ventura, vai mexer e deve simplificar para ganhar do Grêmio, no dia 11.

- Mudanças vão existir, até pelo Neilton e pelo Dudu Cearense (suspensos). Estamos estudando ter o Victor Luís atrás e o Diogo Barbosa na frente, pelo lado esquerdo. Eu não tenho atacante com a característica do Neilton, que jogou muitos jogos este anos e faz falta. Temos de nos reinventarmos - analisou o treinador, sob aspecto psicológico.

O Glorioso tenta curar as feridas pelas mortes de amigos no voo que levava o time da Chapecoense - ontem, o treinador vestiu a camisa da Chape durante a coletiva e o clube colocou a bandeira dos catarinenses na mesa - só que as soluções precisam ser encontradas.

Por ora, o que se vê é uma tendência de o time voltar mesmo ao 4-2-3-1, com retorno de quem estava suspenso e o aguardo pelos que ainda não estão 100% fisicamente: casos de Emerson e Alemão, para saber quem joga na lateral direita, ou se Marcinho, que vem treinando, continua.

- Me colo à disposição pra botar o Botafogo onde ele merece, não importa a posição. Vou querer a jogar sempre, nunca fugi dos momentos difíceis. Neles é que aparecem os grandes homens. Vou tentar fazer o meu melhor e entrega nunca vai faltar. Quem já jogou sabe o quanto é difícil um canhoto jogar pela direita - explica Victor Luís, que é lateral-esquerdo, mas contra a Ponte atuou pela direita.

Carli e Bruno Silva voltam, Rodrigo Pimpão deve ser titular. Tudo isso deverá ter mais indícios ainda no jogo-treino deste sábado contra a Portuguesa, no Estádio Luso-Brasileiro.