Diogo Barbosa (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

O lateral-esquerdo Diogo Barbosa é titular absoluto da equipe de Ricardo Gomes (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Felippe Rocha
25/03/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Na hora, foi duro para Diogo Barbosa assimilar a falha. Contra o Vasco, na primeira fase do Campeonato Carioca, o lateral-esquerdo do Botafogo falhou e não conseguiu impedir a jogada de Eder Luis que resultou no gol de Riascos. Depois o Glorioso empataria, mas aquele lance exigiu crescimento do jogador, contratado para ser o titular da posição nesta temporada. Neste domingo, contra o mesmo Cruz-Maltino, ele espera manter a evolução que acredita estar mostrando na equipe.

- Já esqueci. Assumi meu erro (para o grupo e publicamente), mas sabia que tudo mudaria no clássico seguinte. Na outra partida, cresci de novo. Estou em fase de crescimento, quero crescer a cada partida - explicou o atleta, mostrando personalidade durante a entrevista coletiva em General Severiano.

Dono da lateral desde os primeiros treinos do ano - sem dar chance para o reserva Jean sonhar com a vaga -, Diogo Barbosa surpreendeu alguns mais desconfiados e tem algumas atuações importantes. Na rodada anterior à da falha, contra o Fluminense, deu assistência para gol de Gegê. Antes, já havia feito o passe para o gol de Lizio, que definiu a vitória sobre a Portuguesa. Boas aparições ofensivas contra o erro diante de Eder Luis. E olha que o botafoguense já conhecia de perto o atacante vascaíno, que, por estar lesionado, não vai entrar no gramado de São Januário neste domingo.

- Conheço o Eder. Joguei com ele no Vasco (na primeira passagem do atacante, durante o início de carreira do lateral). Tem que ter bastante atenção, tentar antecipar as jogadas. Temos que estar atentos a todo o time deles – afirma.
Será no mesmo estádio, com a mesma pressão do último jogo e com semelhante responsabilidade no campo e na tabela. Mas o camisa 6 do Botafogo, neste domingo, quer ficar marcado de maneira diferente para a torcida. Ele prevê um duelo bem parelho, porém de nível técnico mais elevado.

- Vai ser um clássico melhor. Os dois times já se conhecem bem. Mas creio que ambos vão criar situações para jogarem melhor do que no primeiro jogo - acredita Diogo Barbosa.