Botafogo 2 x 0 Corinthians - Gol de Neilton com toque impedido

Em todos os aspectos, o ano de 2016 foi o melhor da curta carreira de Neilton (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Felippe Rocha
04/12/2016
16:40
Rio de Janeiro (RJ)

Se por um lado o ano de 2016 rendeu muitas lesões ao Botafogo, por outro teve alguns jogadores surpreendendo e se superando físicamente. A temporada já acabou para o suspenso Neilton, que disputou 54 jogos e marcou 12 gols. Em número de jogos, ele quase triplicou; em número de gols, quase dobrou o desempenho em 2015, o melhor até então. Já Bruno Silva também bateu recorde de partidas disputadas num só ano: foram 50, e ainda falta o jogo contro Grêmio. Ele é valorizado pela comissão técnica por ser um dos que mais corre. Por tudo isso, o preparador físico do Glorioso, Ednilson Sena, valoriza o trabalho feito por todos.

- Neilton e Bruno Silva são os que mais jogaram pelo time esse ano. O Neilton, na carreira dele profissional só desempenhou isso no Botafogo, foi importante, fazendo gols (12), jogadas e dando assistências. Teve uma evolução física junto com o Bruno. Outros chegaram depois, como Camilo e Rodrigo Pimpão, que ganhou quase seis quilos de massa magra - explica o preparador.

Neilton ainda não sabe se vai ficar no Botafogo. Emprestado pelo Cruzeiro, ele ainda aguarda uma proposta oficial do Glorioso. A Raposa, no entanto, deseja utilizá-lo. Bruno Silva, por sua vez, tem contrato até o fim do ano que vem e foi titular durante todo o ano. Dificilmente deixa General Severiano.