Goleiro do Botafogo quase faz golaço digno de Puskas

A bicicleta de Sidão foi atrapalhada por Yuri, ex-companheiro de Audax (Foto: Reprodução)

Vinícius Britto
15/09/2016
17:10
Rio de Janeiro (RJ)

Gol aos 49 do segundo tempo. E de goleiro? Difícil de imaginar. De bicicleta então, as chances diminuem ainda mais. Na derrota do Botafogo contra o Santos, quase que Sidão consegue o feito inédito. E olha que não foi algo inovador para o goleiro, que sempre tenta o movimento no rachão:

- Isso é algo que eu sempre fico brincando. Toda vez que tem um recreativo, rachão, a bola sobe para cima da cintura e eu tento a bicicleta. Foi o que deu para fazer na hora. Valeu pelo espetáculo - disse o arqueiro botafoguense.


Sidão chegou até a brincar com Yuri, meia do Santos que estava no lance e é ex-companheiro dele de Audax, onde foram vice-campeão paulista:

- Ele chegou a me desequilibrar. Talvez eu pudesse ter pego melhor na bola. Foi o Yuri, que era meu companheiro de Audax. No grupo do Whatsapp que a gente tem, os caras todos xingaram ele (risos) - revelou Sidão na coletiva.

A comparação com o gol de bicicleta de Camilo, contra o Grêmio, também na Arena da Ilha, foi inevitável. Segundo o goleiro, a do camisa 10, por ter resultado em gol, foi a mais bonita. Mas a sua teria tido maior impacto.

- Cara, o do Camilo foi um golaço. Se aquela bola entra, por ser mais longe, quem sabe.. mas fico com o do Camilo, que foi o gol que mais ajudou. O impacto seria maior. Mas não aconteceu - finalizou o camisa 1 do Botafogo.