aposta

Samuel, Ípio, Paulo César e Moisés, o flamenguista, acompanharam à atividade (Foto: Felippe Rocha)

Felippe Rocha
13/01/2016
10:00
Enviado especial a Domingos Martins (ES)

Alguém deve ter dito: "Ninguém mandou apostar...". Pois o motorista Moisés Garcia, de 53 anos, apostou com um amigo botafoguense que venceria uma disputa de pênaltis. Perdeu. O prêmio do alvinegro Ípio Manoel foi assistir a um treino do Botafogo na pré-temporada, só que em Domingos Martins. Moisés teve que fazer do seu ofício a forma de pagamento. Saiu do Rio e dirigiu 481 quilômetros até o China Park, onde o Glorioso se prepara.

- Não teve jeito - brincou o rubro-negro.

- Eu sou um botafoguense doente, moro em São Gonçalo e conheço até a família do Diego (lateral-direito). Ele apostou... - comemora Ípio, empresário de 58 anos.

Nessa viagem, o militar da reserva Paulo César Lima, amigo da dupla, também se deu bem. O grupo está em Vila Velha, também no Espírito Santo, desde quinta-feira, e volta ao Rio nesta quarta. Paulo César aproveitou tanto a "carona" que levou ao treino o neto Samuel, que mora em Vila Velha e se divertiu, mesmo não sendo alvinegro.

- Sou flamenguista, mas gosto muito do Jefferson e do Neilton - confessa.