O Negócio é Esporte
10/11/2015
18:22
Rio de Janeiro

A liga de futebol americano dos Estados Unidos (NFL), liberou um comunicado para anunciar que devolverá o dinheiro de patrocínio que recebeu do exército norte- americano. Nos últimos cinco anos, US$ 10 milhões (R$ 37 milhões) do fundo do Departamento de Defesa foram gastos em patrocínios esportivos. Segundo um relatório liberado por dois senadores do Arizona, 60% dos 122 acordos de divulgação foram para apresentações em estádios durante intervalos dos jogos e cerimônias para homenagens a soldados.
A NFL informou que realizará uma auditoria, e também que todo o dinheiro de patrocínio para recrutamento e exibição de marca serão devolvidos.
Em meio à polêmica, a liga nacional de basquete (NBA) resolveu se antecipar e disse que as homenagens e tributos prestados pelas equipes aos militares e suas ações não são pagos pelo Departamento de Defesa. Mas informou porém que também realizará uma auditoria para investigar a origem desses pagamentos.
É incerto quanto foi gasto exato com marketing esportivo, assim como qual é a quantia que será devolvida pela NFL ao setor militar norte-americano.

* Acompanhe notícias sobre marketing esportivo, em O Negócio é Esporte. No rádio, na web e no Diário Lance!