icons.title signature.placeholder O Negócio é Esporte
icons.title signature.placeholder O Negócio é Esporte
21/08/2015
15:42

Considerado o maior contrato do gênero no mercado australiano, a liga de futebol do país vai arrecadar US$ 418 milhões por ano (R$ 1,4 bilhão) com a venda fatiada dos direitos de transmissão dos jogos entre as principais emissoras. Válido só a partir de 2017, o acordo se estende até 2022, e vai render, no  total, US$ 2,5 bilhões (R$ 8, 7 bilhões). Uma das emissoras envolvidas, a Telstra, adianta que parte da verba vai ser aplicada na expansão do conteúdo em mídias sociais e dispositivos móveis.

* Acompanhe notícias sobre marketing esportivo, em O Negócio é Esporte. No rádio, na web e no Diário Lance!

Considerado o maior contrato do gênero no mercado australiano, a liga de futebol do país vai arrecadar US$ 418 milhões por ano (R$ 1,4 bilhão) com a venda fatiada dos direitos de transmissão dos jogos entre as principais emissoras. Válido só a partir de 2017, o acordo se estende até 2022, e vai render, no  total, US$ 2,5 bilhões (R$ 8, 7 bilhões). Uma das emissoras envolvidas, a Telstra, adianta que parte da verba vai ser aplicada na expansão do conteúdo em mídias sociais e dispositivos móveis.

* Acompanhe notícias sobre marketing esportivo, em O Negócio é Esporte. No rádio, na web e no Diário Lance!