Raul Cabral, técnico do Avaí, passa instruções durante treinamento (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.C.)

Raul Cabral, técnico do Avaí, passa instruções durante treinamento (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí F.C.)

RADAR/LANCE!
11/02/2016
16:43
Florianópolis (SC)

De olho na parte de cima da tabela do Campeonato Catarinense, Avaí e Chapecoense se enfrentam nesta quinta-feira, às 19h30, no Estádio Aníbal Costa, em Tubarão. O confronto válido pela quarta rodada da competição estadual, vale muito para as duas equipes, já que apenas três pontos separem o Avaí da Chapecoense na tabela de classificação. Para o técnico do Leão da Ilha, Raul Cabral, a partida desta quinta terá favoritismo do Verdão e seá " um divisor de águas".

- Acredito que seja um divisor de águas no turno, porque a Chapecoense vai abrir seis pontos e ficará muito difícil alcançá-los. Em relação à equipe, é experiente, manteve base, se reforçou em situações, perdeu atletas importantes, mas sabemos que é considerada a favorita por ter mantido uma base. E uma base forte - analisou Cabral. 

O treinador ainda acredita que um outro aspecto pode influenciar no desempenho de sua equipe diante da Chapecoense. O cansaço, devido ao deslocamento até a cidade de Tubarão, no sul do estado, poderia prejudicar seus jogadores.

- Acho que o maior problema de jogar fora de casa, não jogar na Ressacada, é o deslocamento. A gente tem jogado duas a três partida por semana e quando joga em casa o desgaste é menor. Vamos jogar em Tubarão, deslocamento de duas horas, chega lá treina, o campo está dentro de um padrão bom, não é o ideal, mas é bom campo - afirmou. 

O Avaí não pode mandar seus jogos na Ressacada, porque o estádio passa por reformas no gramado. Assim, Cabral já se preocupa com o jogo da próxima rodada, frente ao Joinville. 

- Vamos chegar tarde, vai ter pouco tempo para descansar e já tem a viagem para Joinville, então a carga de trabalho vai estourar lá em Joinville e não na quinta, que tivemos um dia a mais de descanso - finalizou o treinador.