Comemoração de Tandara

Tandara brilhou na final (Marcio Mercante/Divulgação)

Web Vôlei
01/02/2020
23:10
São Paulo

Com 40 pontos de Tandara e, de virada, o Sesc RJ derrotou o Dentil/Praia Clube por 3 sets a 1 - parciais de 18-25, 25-21, 25-23 e 25-23 -, na noite deste sábado, na Arena Jaraguá do Sul (SC), e comemorou o tetracampeonato da Copa Brasil - levantou a taça nas edições de 2008, 2016 e 2017.

O Praia buscava o título inédito e amargou seu quarto vice-campeonato no torneio (2016, 2018, 2019 e 2020). Perdeu duas vezes para o Sesc, uma para Osasco e uma para o Itambé/Minas - ano passado. O campeão da Copa Brasil ganha o direito de disputar a Supercopa, em setembro, contra o vencedor da Superliga. A partida será na cidade gaúcha de Gramado.

Tandara comentou a vitória, quase sem voz, de tanto gritar durante o jogo:

- Nesse finalzinho eu já estava bem cansada, mas deu certo. Consegui chamar o time, que é a minha responsabilidade - disse a oposta.

A ponteira Drussyla deixou a quadra muito emocionada, chorando. Ela passou por uma cirurgia na canela no final do ano passado e ainda está sem ritmo de jogo e visivelmente fora de forma física e técnica. A jogadora entrou no primeiro set para substituir Peña, e foi regular. Errou duas bolas decisivas no final do quarto set e sentiu o peso de uma eventual virada do Praia, mas foi dela o ponto do jogo, numa bola de xeque, na rede, que determinou a vitória carioca.

A central Carol, do Praia, acredita que o jogo foi decidido no detalhe chamado "Tandara".

- Faltou parar a Tandara. A gente fez tudo certo, mas faltou o detalhe, que foi parar a Tandara.

Um título que marca a recuperação do Sesc, que ficou fora das semifinais da Superliga na temporada passada. Na atual edição, o time de Bernardinho lidera.