Carol Gattaz em ação pelo Itambé/Minas

Bruna Honório, ao fundo, foi maior pontuadora do Minas (Orlando Bento/MTC)

Web Vôlei
12/03/2019
23:01
São Paulo

Líder da Superliga Cimed feminina de vôlei, o Itambé/Minas entrou em quadra com força total para enfrentar o lanterna e já rebaixado Balneário Camboriú, em sua Arena, em Belo Horizonte (MG), mas sofreu para impor a sua superioridade. Depois de perder o primeiro set, as mineiras acordaram e venceram o jogo, de virada, por 3 sets a 1 - 28/30, 25/22,  25/21 e 25/21 -, na noite desta terça-feira, em confronto válido pela nona rodada do returno, adiado por causa da participação da equipe no Campeonato Sul-Americano de Clubes.

A ponteira Natália, poupada na partida contra o Dentil/Praia Clube, na última rodada - na derrota por 3 sets a 2 - e Gabi, que levou uma bolada no olho no clássico da última sexta, foram escaladas por Stefano Lavarini.

Natália, com uma fissura na costela desde a semifinal da Copa Brasil, jogou os dois primeiros sets e marcou dez pontos. Depois foi substituída pela oposto Malu, que acabou levando o VivaVôlei. Já Gabi atuou todo o duelo, marcando 17 pontos.

A maior pontuadora foi a oposto Bruna Honório, com 21. Já a capitã Carol Gattaz jogou apenas o primeiro set, sendo substituída por Mayany.

Pelo rebaixado Balneário Camboriú, a oposto Ivna foi o maior destaque, com 24 pontos marcados (21 no ataque e três no bloqueio).

Na última rodada, o Minas enfrenta o Curitiba, sexta-feira, às 21h, precisando de vitória por 3 a 0 ou 3 a 1 para manter a primeira colocação sem fazer contas. Caso não faça um dos dois resultados, terá de secar o Dentil/Praia Clube, que nesta terça derrotou o Hinode/Barueri, por 3 a 1, no confronto com o Sesc, em Uberlândia.

No outro jogo da noite, o Osasco/Audax fez 3 a 0 no Fluminense e assumiu a quinta colocação da Superliga.