Sesc x Fluminense

Sesc-Rio foi decisivo no fim e levou o título sobre o Fluminense (Foto: Magalhaes Jr/Photopress)

LANCE!
12/11/2018
22:33
Rio de Janeiro (RJ)

O Sesc-Rio conquistou pela 14ª vez o título do Campeonato Carioca feminino de vôlei e mantém hegemonia. Nesta segunda-feira, a equipe comandada por Bernardinho superou o guerreiro time do Fluminense, que chegou ao jogo invicto, por 3 a 2, com parciais de 25-21, 23-25, 16-25, 25-19 e 15-12, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro. A ponteira russa Kosheleva, campeã mundial em 2010, foi eleita a melhor jogadora da final.

– Eu me emocionei, sim. Toda a ajuda que tenho recebido das minhas companheiras, de toda a equipe, tem me ajudado a ir melhorando passo a passo. Sei que não estou nas minhas melhores condições, mas tudo o que eu consegui fazer eu fiz dentro de quadra. E isso ter ajudado as minhas companheiras representou muito para mim. Foi incrível ter essa atmosfera hoje, ver a torcida vibrando conosco. Achei incrível – revelou Kosheleva, que retornou nesta temporada depois de sete meses em tratamento de uma lesão no joelho esquerdo.

View this post on Instagram

🏆💙

A post shared by Sesc RJ Vôlei Feminino🏐 (@sescriovolei) on

Do lado tricolor, a ponteira Thaisinha terminou como maior pontuadora da equipe e foi um dos destaques, ao lado da companheira de posição Pri Daroit.

– Faltou acertar alguns detalhes. É sempre um jogo de igual para igual e erros bobos podem custar o título. Foi o que aconteceu. São dois times grandes, duas equipes muito entrosadas e unidas. Perdemos nos detalhes, erros bobos que nos tiraram o título – lamentou Daroit.

Equilíbrio
O primeiro set da decisão rendeu em equilíbrio. Tanto o Sesc-Rio quanto o Fluminense alternavam constantemente no placar, o que favoreceu para o alto nível de jogo em quadra. Cada ponto conquistado era com muito esforço. As defesas estavam muito bem postadas. Apenas no fim, a equipe comandada por Bernardinho arrancou uma vantagem de quatro pontos, que foi primordial para fechar a primeira parcial. 

Na raça
Logo na volta para o segundo set, a equipe Tricolor saiu na frente e obteve esperanças para se aproximar do título. Contudo, em poucos minutos, a virada aconteceu, porém o Flu não se rendeu a grande experiência do Sesc-Rio e retomou a frente do marcador novamente, podendo ser um comparativo com a campanha no Carioca. A reação aconteceu com a oposta Joycinha e a ponteira Thaisinha, com oito pontos no set, que se destacaram para conseguir o empate sofrido.

Sesc x Fluminense
Terceiro set foi do Fluminense (Foto: Magalhaes Jr / Photopress)

Flu atropelou
​No começo do terceiro set, a equipe comandada por Hylmer Dias teve a tranquilidade para fazer pontos primordiais, com ataques fortes, bloqueios e soube aproveitar os erros dos adversários. Por outro lado, o técnico Bernardinho, que ficou bem irritado pela má atuação do time, acabou levando um cartão amarelo por reclamação à arbitragem. Além da exaltação do treinador, o Sesc-Rio, que não errava um saque na partida, sentiu a pressão e obteve duas falhas. Enquanto isso as Tricolores dilatavam o placar e cravaram a virada. 

Disputado
A arrancada no set anterior não visto no quarto. O Fluminense teve erros e o Sesc-Rio voltou mais ligado para não cometer as mesmas falhas, e conseguiu tomar a dianteira no placar. Entretanto, Thaisinha permaneceu com o bom desempenho e deu esperanças às tricolores, que conseguiram diminuir a diferença para dois. Mas Kosheleva e Monique foram mais eficientes para fechar com o triunfo, levando para o tie-break. 

Eletrizante e título do Sesc-Rio
O Fluminense começou arrasador e conseguiu abrir quatro pontos de vantagem e parecia mais confiante no set decisivo, porém rapidamente o time de Bernardinho encostou, e Hylmer Dias foi forçado a pedir tempo técnico para consertar as falhas. Com isso, as pontuações ficaram alternadas, colocando emoção nos minutos finais. E com erro de recepção Tricolor, o Sesc-Rio fechou com a vitória e com o título. 

Agora, é Superliga!
​Com o término do Campeonato Carioca, as equipes já em outra coisa na temporada. Agora, é a Superliga feminina que está no pensamento das atletas. Nesta sexta, o Sesc recebe o Curitiba Vôlei, às 21h30, no Tijuca. O Fluminense inicia a caminhada contra o Pinheiros, no mesmo dia, às 20h, fora de casa.

Sesc-Rio x Fluminense
Sesc-Rio leva título do Campeonato Carioca (Foto: Divulgação/FFC)