Sassá defendeu Itajaí na Superliga B

Sassá defendeu Itajaí na Superliga B (Divulgação)

Web Vôlei
18/03/2020
13:34
São Paulo

A primeira decisão de cancelar uma competição de vôlei no Brasil aconteceu nesta quarta-feira. Na primeira de uma série de quatro reuniões, envolvendo os clubes da Superliga Banco do Brasil masculina e feminina e Superliga B também dos dois naipes, a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) confirma o encerramento da Superliga B feminina.

No início da reunião, a CBV, que conta com um comitê de crise composto por área técnica, médica e jurídica, entre outros, apresentou a proposta pela conclusão do campeonato, já que a preocupação da entidade com a saúde está acima de qualquer outra questão. Após a decisão, então, a entidade recomendou que todos os clubes liberem suas atletas de treinamento e que as mesmas permaneçam em casa, seguindo as recomendações das autoridades da saúde.

Com a definição, a classificação final da temporada 2020 da Superliga B feminina será a do momento: Brasília Vôlei (DF), Itajaí Vôlei (SC), ADC Bradesco (SP), São José dos Pinhais (PR), Bluvôlei/Furb/SME (SC), Feac/AFV Franca (SP), ACV/PMC/Chape/Uno (SC) e Sport (PE).

Pelo regulamento, as duas primeiras subirão para a elite: Brasília e Itajaí.

- Pensamos acima de tudo na saúde dos envolvidos. E entendemos que pelo bem de todos, o melhor seria pelo encerramento do campeonato justamente pela indefinição do que está por acontecer. Apresentamos essa proposta e tivemos a aprovação dos clubes. Então, a partir de hoje, 18 de março, a Superliga B feminina 2020 está finalizada respeitando a classificação de momento - explicou o Superintendente de Competições Quadra da CBV, Renato D´Avila.

A reunião com os clubes da Superliga B masculina será ainda nesta quarta à tarde, enquanto os encontros virtuais com os clubes da Superliga Banco do Brasil masculina e feminina serão realizados amanhã.