Thiago Galhardo

Thiago Galhardo foi afastado do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Luiza Sá
23/04/2019
13:14
Rio de Janeiro (RJ)

Afastado pelo Vasco depois da semifinal do Campeonato Carioca, contra o Bangu, no dia 7 de abril, o meia Thiago Galhardo conseguiu uma liminar na Justiça para rescindir seu contrato com o Cruz-Maltino. A informação foi publicada inicialmente pelo 'Globo Esporte' e confirmada pelo LANCE!.

Na ação, o jogador alega falta de pagamentos de salários de fevereiro e março de 2019, mais o 13° de 2018 e cinco meses de recolhimento do FGTS, de novembro de 2018 a março de 2019. Recentemente, o Vasco acertou os débitos com o elenco, mas o mês de março venceu no último dia 20 e ainda não foi pago. Em nota oficial, o clube negou que devia algo.

"O Club de Regatas Vasco da Gama informa que tomou conhecimento nesta terça-feira (23/04) da decisão liminar decorrente da ação ajuizada pelo atleta Thiago Galhardo. O Clube esclarece já ter depositado o salário de fevereiro e o 13o referente a 2018 de todos os seus funcionários (incluindo Thiago Galhardo), não havendo, portanto, o atraso alegado pela defesa do atleta. O Vasco reitera que vinha negociando amigavelmente a rescisão do vínculo com o jogador. O Clube entrará com um mandado de segurança para cassar a liminar e, assim, seguir negociando o distrato com o atleta sem a necessidade de mediação da Justiça".

O Vasco pretendia negociar Galhardo por empréstimo ou vendê-lo. Desde o afastamento, porém, o estafe do atleta já admitia a rescisão como o caminho a ser seguido.

Thiago Galhardo vinha treinando separado do grupo ao lado de outros atletas que também não estavam nos planos do Vasco. O clube, através do diretor executivo de futebol, Alexandre Faria, não divulgou oficialmente o motivo da decisão.

placeholder