Vasco x Bangu

O Vasco superou um time organizado do Bangu e muita chuva na última quinta-feira (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Felippe Rocha
18/02/2022
09:00
Rio de Janeiro (RJ)

Como é o futebol. Questionado pela reportagem do LANCE! na entrevista coletiva pós-jogo, o técnico Zé Ricardo concordou: o primeiro tempo da partida contra o Bangu, na noite da última quinta-feira, foi o pior do Vasco neste início de ano. Só que mesmo após o time sair vaiado para o vestiário durante o período de intervalo, a equipe se recuperou e venceu. Cenário o oposto ao do último domingo, quando o treinador avaliou que a atuação diante do Botafogo fora a melhor até então. E o time acabou derrotado na ocasião.

Nene usou de seus dias de farol para iluminar o caminho cruz-maltino diante de um adversário superior durante a maior parte da primeira etapa, e que ainda complicava o jogo no segundo tempo. O talento resolutivo do camisa 10 é capaz de fazer coisas como o passe inesperado e o golaço de falta seja no Campeonato Carioca ou em qualquer outra competição.

Ainda não é assinante do Cariocão-2022? Acesse www.cariocaoplay.com.br, preencha o cadastro e ganhe 5% de desconto com o cupom especial do LANCE!: GE-JK-FF-ZSW

O time de São Januário ainda tem por direito contar que saiu mais uma partida sem levar gol. Um sofrido em três jogos. Dois em quatro. Há evolução. Embora, diante do Bangu, Thiago Rodrigues tenha feito ótimas defesas e Anderson Conceição obtido intervenções fundamentais quando era o último homem antes do goleiro. O Vasco esteve mais exposto do que deveria.

Talvez porque nem Juninho nem Matheus Barbosa sejam volantes organizadores da marcação da equipe. Se esta teoria estiver certa, Yuri Lara se faz necessário. E enquanto ele não puder voltar, Zé Gabriel poderá estrear e cavar um espaço no time.

-> Confira a tabela do Campeonato Carioca

A construção segue acontecendo, mas não vai ser sempre que o talento individual vai sorrir. E quando a pontaria estiver descalibrada, como no último final de semana, a retaguarda precisa garantir poucas bolas na área de Thiago.