Sidão - entrega do 'craque do jogo'

'Valeu a pena expor o goleiro ao sabor da piada?' (Reprodução

Vinícius Faustini
14/05/2019
08:50
Rio de Janeiro (RJ)

Nelson Rodrigues disse certa vez que ‘‘a base sentimental da torcida é o ódio, não o amor. Sem o ódio, não há torcida possível’’. O sarcasmo dos torcedores nas redes sociais ao escolher o goleiro Sidão (que teve uma atuação fraca, assim como todo o Vasco na derrota para o Santos no Pacaembu) como o ‘‘Craque do Jogo’’ mantém o mal do brasileiro de buscar bodes expiatórios para derrotas.

Por mais que a Rede Globo tenha dado margem para o constrangedor episódio com Sidão ocorrer (a proporção foi tanta que a emissora deixou um pedido de desculpas ao atleta do Vasco), valeu a pena expor o goleiro ao sabor da piada? A premiação do "Craque do Jogo" não seria mais justa se exaltasse o golaço de Diego Pituca, ou a grande atuação de Rodrygo?

Sim, Sidão teve uma tarde para esquecer na meta do Vasco, em especial nas trapalhadas ao tentar sair com os pés. Mas não pode ser alçado a único culpado pelo Cruz-Maltino amargar a lanterna do Brasileiro. Para começar, o goleiro mal chegou ao clube e logo foi designado para, com urgência, substituir à altura Fernando Miguel, que vinha em um grande momento até se lesionar.

Além disto, os vascaínos lidam com uma sucessão de baixas na defesa,  passa por uma mudança de técnico e o nem sequer tem um diretor novo de futebol. Diante deste panorama, o desafio de conter o ímpeto adversário fica bem maior para o camisa 44, que luta para superar também suas próprias limitações.

Este é só o segundo jogo de Sidão na meta cruz-maltina. Depois de tamanho constrangimento, resta ao goleiro trabalhar firme, com a mesma serenidade que teve ao receber o "prêmio" de "Craque do Jogo". E, alheio à ironia dos internautas, desdobrar-se para escrever uma nova página com a camisa do Vasco.

placeholder