Alexandre Campello durante o lançamento da candidatura à presidência do Vasco

Alexandre Campello é o presidente do Vasco (Foto: David Nascimento/Lancepress!)

David Nascimento
11/01/2020
19:33
Rio de Janeiro (RJ)

O Vasco vem negociando a renovação de contrato com o Banco BMG até 2023. O atual vínculo, de R$ 8 milhões, se encerra ao fim deste ano, tendo rendido R$ 4 milhões por ano ao clube. O LANCE! apurou que neste novo contrato pleiteado, o valor a ser pago de maneira fixa pelo banco ao Cruz-Maltino será o de R$ 18 milhões, o que ao ano daria R$ 6 milhões, representando um aumento anual de R$ 2 milhões.

As conversas estão adiantadas para que o contrato seja fechado ainda nesta semana e os R$ 18 milhões sejam pagos ao Vasco de maneira antecipada, em única parcela, até o próximo dia 20. A negociação vem sendo liderada por Adriano Mendes, então vice-presidente de controladoria do clube, que está para deixar o cargo por divergências com o presidente Alexandre Campello e vê como "último ato" dentro da atual gestão a assinatura da renovação de contrato com o banco.

Esta condicional do pagamento adiantado do valor total do patrocínio é visto como uma necessidade no Vasco para a possibilidade de colocar as contas em dia, quitando os salários atrasados junto aos funcionários e aos jogadores. Com isto, conseguirá andar com o planejamento para 2020. Este expediente de receber o valor à vista, entretanto, não será novidade na relação do Vasco com o BMG, já que os R$ 8 milhões do primeiro vínculo foram pagos ao Cruz-Maltino assim que o assinou.

A exposição do patrocinador neste novo contrato, inicialmente, seria no espaço master do uniforme. Porém, nas conversas dos bastidores, ficou acordado que caso o Vasco consiga durante a vigência do contrato um outro patrocinador para o principal lugar da camisa com um maior valor, a exposição da marca do banco poderá ser deslocado para um outro local. A ideia do BMG é ampliar a divulgação do braço digital do banco.

Na mesa de negociação, também ficou definida a possibilidade do Vasco receber outros valores dependendo de metas a serem batidas durante a vigência do patrocínio. Adriano Mendes vem intensificando as conversas com o BMG mesmo com a iminente saída da direção do clube, justamente por ter uma boa relação com os responsáveis pelo banco. Há a expectativa, inclusive, do dirigente indicar uma pessoa de sua confiança para seguir liderando o projeto digital do banco com o Vasco após a renovação, se concretizada.