São Januário

Política do Vasco segue fervendo às vésperas da eleição presidencial do clube (Rafael Ribeiro/Vasco)

LANCE!
15/09/2020
16:59
Rio de Janeiro (RJ)

A cobrança é externa. Em resposta a uma ação movida por dois sócios, o Vasco foi cobrado pelo Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) para dar explicações sobre a exclusão de sócios anistiados da lista de votantes na eleição marcada para o dia 7 de novembro.

O clube tem cinco dias para se manifestar. Apesar de ter sido movida por dois sócios, mais de mil foram excluídos na decisão da Junta Deliberativa. O clube presidido por Alexandre Campello é cobrado sobre qual norma do estatuto embasa a exclusão dos associados.

Paralelamente, a Junta de Recursos do Vasco analisa, ao longo desta semana, os pedidos de impugnação de eleitores e elegíveis para o próximo pleito.