Vasco x Nova Iguaçu

Gabriel Pec marcou os dois primeiros gols do Vasco na temporada 2021 (Foto: Rafael Ribeiro / Vasco da Gama)

Felipe Melo
14/03/2021
07:30
Rio de Janeiro (RJ)

Contratado para comandar o Vasco nesta temporada, o técnico Marcelo Cabo estreou à beira do campo diante do Nova Iguaçu, em São Januário. Ele teve à disposição o time principal, que se reapresentou na segunda, mas apenas empatou contra uma equipe que luta para não cair no Campeonato Carioca. Com Gabriel Pec em noite inspirada, a defesa apresentou falhas coletivas e individuais. 

> Confira a classificação do Campeonato Carioca 

É preciso destacar que o elenco Cruz-Maltino passa por uma reconstrução diante da realidade de um novo rebaixamento. Com uma semana de treino, o grupo terá um longo caminho pela frente para se entrosar e se fortalecer pensando na Série B. O Estadual serve de laboratório e algumas soluções ofensivas se destacaram como o novo posicionamento do jovem Gabriel Pec

No início do jogo, o clube de São Januário pressionou a saída de bola do Nova Iguaçu e apostou em forçar o erro do adversário. É cedo, já que está em formação, mas deu pra perceber que Cabo quer um time marcando mais à frente. Ele também quer os pontas mais próximos do centroavante para ter mais condição de finalizar e tabelar.

Foi a partir disso que a equipe abriu o placar. Depois de uma recuperação, Laranjeira tentou passar por dois adversários, mas a bola sobrou para Gabriel Pec, que com tranquilidade, abriu o placar. Até esse momento parecia ser um jogo dominado pelo Vasco, já que Lucão era mero espetador e não tinha feito nenhuma defesa. 


Todavia, no final do primeiro tempo, uma bola despretensiosa foi cruzada na área. O arqueiro vascaíno não saiu para abafar e Ricardo Graça empurrou para o próprio gol. Falhas individuais, porém também coletivas por falta de entrosamento e comunicação. Mesmo sendo escalações diferentes, a defesa vascaína falhou nas três primeiras rodadas, seja com os jovens, ou o time principal. 

Na etapa final, Pec voltou a aparecer e ser decisivo. O camisa 17 aproveitou os erros do adversário e ampliou o placar. Mais confiante e jogando por dentro, o jovem foi o grande destaque da partida e mostrou que nessa função pode ser mais efetivo para a equipe. Do outro lado, Talles Magno não fez um mau jogo, mas novamente perdeu muitas bolas; Segundo o portal "Footstats', o atacante teve oito perdas de posse de bola. 

A partida serve de aprendizagem e mostrou o quanto as finalizações de Cano fazem falta à equipe. Laranjeira e Tiago Reis lutaram enquanto estiveram em campo, mas estão bem longe do argentino, que será essencial em mais uma temporada. Das estreias, Ernando se mostrou seguro, já Marquinhos Gabriel, precisa de ritmo de jogo.

Para a decisão de quinta pela Copa do Brasil. Cano e Léo Matos serão reavaliados e Zeca pode estrear na esquerda. Em relação à Leandro Castan, Cabo deixou claro que conta com o a atleta para 20021. Cabe salientar que a Caldense ainda não perdeu na temporada e joga em casa, mas o Vasco, ainda em formação, tem condições de sair com a classificação de Poços de Caldas.