Henríquez - Vasco

Henríquez é titular na zaga do Vasco (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

LANCE!
08/10/2019
16:34
Rio de Janeiro (RJ)

Titular absoluto no Vasco de Vanderlei Luxemburgo, o zagueiro Oswaldo Henríquez passou por uma grande mudança desde o início do ano. Antes do início do Campeonato Brasileiro, ainda sob o comando de Alberto Valentim, o jogador foi relacionado poucas vezes. Nesta quinta-feira, contra o Avaí, o atleta se reencontra com o ex-treinador. Em entrevista coletiva no CT do Almirante, Henríquez preferiu não se aprofundar no tema.

- A relação é profissional, me limitei a isso. É uma pessoa com uma ideia de jogo interessante, inovadoras. Mas o relacionamento se limitou ao profissional. O Vasco tem que ir lá e tentar conquistar os três pontos. Não dei muita importância a explicações, o treinador tem a liberdade de escolher quem vai jogar ou não. Sempre me preparei e trabalhei para estar à disposição - disse.

Um dos grandes problemas do Vasco atual é a falta de eficiência na cobrança de pênaltis. Contra o Santos, na última rodada, a equipe chegou a quatro penalidades perdidas em nove no Brasileirão. O time acabou derrotado em todos os jogos em que teve a chance e perdeu.

- São fases e momentos. É esquisito, porque não se vê muito essa sequência de pênaltis perdidos. Tem uma explicação, acho que é a fase realmente. A pressão e o nervosismo. Temos que tentar ter mais tranquilidade, porque temos bons batedores. Sabem bater, mas precisa ter a cabeça boa. Tem que corrigir, porque as oportunidades vão continuar aparecendo. Precisamos acertar. Isso vai vir com a vitória em casa também, não temos conseguido vencer em São Januário. Precisamos recuperar a confiança. Treinamos o dia todo, temos várias opções para bater, até porque as vezes o jogador não está na partida e fica na dúvida. Treinamos sempre, temos vários batedores de pênalti e falta. Eles têm que retomar a confiança. O Luxemburgo falou para tentarmos não depender do VAR, dos pênaltis, e sim ganhar o jogo na movimentação - avaliou.

Veja outras respostas:

Guarín


Nos falamos um pouco. Estou tentando fazer uma adaptação o mais rápido possível para ele. Temos um tempo curto pela frente e precisamos da ajuda dele nessa reta final. Estou mostrando como é o Campeonato Brasileiro, ele sabe que é corrido, a cada três dias tem jogo. Ele está fazendo um trabalho de condicionamento e esperamos que daqui a pouco consiga jogar.

Jogar fora de casa

Dá muita confiança. É importante romper esses jejuns, não estávamos conseguindo conquistar pontos fora de casa. Tivemos outros jogos que poderíamos ter vencido, mas sempre que jogamos longe de São Januário tentamos conquistar os três pontos. Propor o jogo, jogar de igual para igual. Infelizmente não estamos tendo sequência em casa. Precisamos conseguir pontuar dentro e fora.

Avaí

É um confronto importante para nós. Eles vieram em São Januário e conseguiram um empate no início do Brasileiro. Queremos ir lá e tentar a mesma coisa, arrancar pontos. O Vanderlei está com a ideia de fazer um jogo inteligente. Eles estão tentando sair da zona da confusão. Estamos em uma boa sequência fora de casa e queremos manter.

placeholder