Alexandre Campello

Campello tem justificado medidas recentes com a preservação de dados dos sócios (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

LANCE!
17/08/2020
19:06
Rio de Janeiro (RJ)

A política do Vasco não tira folga. Nesta segunda-feira, o site oficial do Cruz-Maltino publicou nota reforçando o que já havia citado no último final de semana: a discordância com o modo que se vislumbra para ocorrer a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) do próximo dia 25.

O cerne da questão é a preservação dos dados dos sócios, que sempre foram a justificativa para o presidente do clube, Alexandre Campello, até em outras pautas. Neste caso, a alegação da diretoria administrativa é de que a "Eleja Online", empresa indicada como a plataforma da votação, não foi contratada pelo clube.

O recado é direto para o presidente da Assembleia Geral do Vasco, Faues Mussa. O LANCE! apurou que o modo como a convocação foi feita gerou insatisfação tanto na diretoria quanto junto a outros atores da política do clube. Mussa justificou a corrente pandemia de Covid-19 para promover a votação por meio eletrônico.

A AGE em questão é para aprovar ou não a reforma estatutária e aprovar ou não as eleições diretas para presidente do clube. Tais pontos também geram polêmica, conforme o L! publicou na semana passada.

Confira a nota publicada pelo Vasco nesta segunda-feira:  

"O Club de Regatas Vasco da Gama reitera que não contratou a Eleja Online, empresa que, nos últimos dias, tem recolhido dados do sócios do Clube para a suposta realização de Assembleia Geral Extraordinária em ambiente virtual. A Diretoria Administrativa desconhece os critérios de escolha da referida empresa, uma vez que sua pretensa "contratação" não passou pelas áreas de compliance e pelo Departamento Jurídico do Clube. Da mesma forma, não se sabe se houve tomada de preços junto a outros prestadores de serviço, como é de praxe no Clube, e de que forma foi procedida a averiguação da idoneidade da citada empresa e da sua capacidade de preservar a segurança e o sigilo das informações pessoais dos associados.

Desde a semana passada, a partir do "Edital de Convocação" publicizado pelo Sr. Faués Cherene Jassus, Presidente da Assembleia Geral, sócios têm sido instados a disponibilizar seus dados a esta plataforma, Eleja Online, sem que a Administração do Clube, repita-se, tenha qualquer ciência da contratação desta empresa.

O zelo com os dados da nossa base de sócios, depositados pelos associados em confiança ao Clube, é um compromisso desta Gestão. O mesmo se aplica ao cumprimento das regras de compliance implantadas por esta Diretoria Administrativa e que regem a contratação de prestadores de serviços do Clube.

O Clube informa que tomará todas as medidas cabíveis para salvaguardar seus interesses institucionais e de seus associados e evitar qualquer prejuízo, seja de ordem financeira ou reputacional."

Poucas horas depois da manifestação da diretoria do Vasco, o presidente da Assembleia Geral do clube, Faues Mussa, também se manifestou. Em nota, ele destacou - literalmente, com palavras em negrito - "compromisso com a ética, com a lisura, com a segurança e com a transparência do processo eleitoral
dos dirigentes da instituição, bem assim com o indeclinável respeito aos pronunciamentos judiciais, de qualquer grau de jurisdição."