Madureira x Vasco - Marcelo Cabo

Marcelo Cabo discordou da visão que o Vasco não teve intensidade na partida (Foto: Reprodução/VascoTV)

LANCE!
02/06/2021
00:17
Bacaxá (RJ)

O Vasco conseguiu uma importante vitória em Bacaxá diante do Boavista no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Apesar do triunfo por 1 a 0, o time não teve uma boa atuação e não conseguiu apresentar aquela intensidade do início de trabalho do técnico Marcelo Cabo. Em coletiva de imprensa, o comandante analisou a atuação do Cruz-Maltino. 

> Confira a tabela da Copa do Brasil

- Tive uma outra visão do jogo (sobre a falta de intensidade), acho que tivemos o controle. Voltamos a ter uma pressão que foi muito eficaz. Tivemos uma circulação de bola, jogo apoiado, várias situações. É um bom gramado, mas não propiciava acelerar o passe, por isso quem está de fora pode entender que o jogo estava lento. Fiquei satisfeito com minha equipe, fomos mais encorpados no meio de campo. Criamos boas oportunidades de gol - disse Cabo, e em seguida acrescentou. 

- Concordo que no final, com mais um, faltou inteligência da nossa parte, criar amplitude. Isso sim me irritou bastante, poderíamos ter aproveitado mais os 15 minutos. Nos 90 minutos, tivemos o controle do jogo. Eles só chegaram na bola parada. É evoluir, a gente leva um bom resultado desse confronto de 180 minutos - analisou o técnico.

Ao ser questionado sobre as entradas de Romulo e Sarrafiore como titulares, Cabo elogiou a atuação dos dois atletas e disse que o meio-campo vascaíno foi mais consistente. Vale destacar que o argentino marcou o seu primeiro gol com a camisa cruz-maltina. 

- Com a entrada deles, tivemos um meio-campo muito consistente para esse jogo. A ideia era trazer o Pec e o Morato um pouco mais por dentro, criar profundidade com os dois laterais e criar essa superioridade que a gente teve quando conseguia circular a bola de um lado para o outro, para poder atacar do lado contrário. Andrey e Rômulo foram uma opção tática. No meu entendimento, a gente precisava desse meio que se completava. Sabia que era um jogo mais de passe no segundo terço do campo - frisou Cabo.

O jogo de volta diante do Boavista está marcado para a próxima quarta-feira, dia 9, às 16h30. Antes disso, no próximo domingo, o Gigante da Colina volta a campo pela segunda rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O adversário será a Ponte Preta, às 16h, no Moisés Lucarelli.