Grigor Dimitrov

Divulgação

Tênis News
06/12/2018
14:55
Sofia (Bulgária)

Quando se aproxima um torneio no circuito, os espectadores locais sempre esperam que os melhores jogadores daquele país estejam presentes. Em Sofia, na Bulgária, não é diferente, quando o assunto é a participação de Grigor Dimitrov.

Por mais atraente que pareça ser o fato de jogar em casa, diante de sua torcida, Dimitrov, um dos melhores jogadores búlgaros dos últimos tempos, revela que não vê com os mesmos olhos a ocasião. Para o ex-número 3 do mundo e atual 19° do ranking, o torneio não está acrescentando nada para o esporte em seu país.

Segundo ele, o principal motivo para a sua ausência é a questão de ser um "evento privado". Grigor sugere a criação de mais eventos Futures e Challengers para melhorar o futuro do tênis na Bulgária.

"Não vejo motivos de haver tanta pressão para eu disputar um torneio privado. Por que temos que fazer um torneio privado se podemos fazer mais do que isso? Para darmos uma chance, não só para os tops do circuito, mas também para os nossos atletas, para os búlgaros, temos que fazer mais Futures e Challengers. Se houver ajuda, vamos ajudar da maneira certa", enfatizou ele

Em três edições da competição, Dimitrov participou apenas uma vez, levantando a taça em 2017. Ele não deve participar da edição 2019 do campeonato que começa em fevereiro e que tem, como diretor, o tio do número 1 do mundo Novak Djokovic, Goran.