Djokovic e Nadal

Divulgação

Tênis News
13/01/2019
03:10
Melbourne (Austrália)

Vice-líder do ranking mundial, o espanhol Rafael Nadal é o único que poderá tirar o sérvio Novak Djokovic do posto de número 1 do mundo durante o Australian Open, que começa neste domingo. No entanto, a missão não será fácil.

Com 2 mil pontos em jogo no primeiro Grand Slam do ano, na Austrália, Nadal terá que tirar uma diferença de 1.655 pontos para poder reassumir o topo da tabela, já que ele possui 7.480 pontos, e Djokovic tem 9.135.

Tendo chegado nas oitavas de final na temporada passada, Novak tem 180 pontos a defender e, para se garantir como melhor jogador do mundo após o Slam australiano, precisa apenas repetir sua campanha na atual edição. Já Rafa chegou nas quartas em 2018 - abandonou com lesão nesta fase - e tem 360 pontos para defender. O Touro Miúra precisa do título em 2019 e queda de Nole antes das oitavas para liderar o ranking do dia 28 de janeiro.

Cabeças de chave número 1 e 2, respectivamente, o sérvio e o espanhol estão, consequentemente, em lados opostos da chave. Enquanto Djokovic abre sua campanha na terça-feira (ainda sem horário definido) contra o quali norte-americano Mitchell Krueger, Nadal estreia na noite deste domingo, por volta das 23h30 (horário de Brasília), contra o convidado anfitrião James Duckworth.