Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut, campeões do Australian Open 2019

Divulgação/Australian Open

Tênis News
16/04/2019
15:28
Paris (França)

Uma das mais vitoriosas duplas nos últimos anos, formada pelos franceses Pierre Hugues Herbert e Nicolas Mahut, foi desfeita, por vontade de Herbert, que planeja melhorar seus resultados em simples para ter as melhores chances na classificação para o Jogos Olímpicos.

Juntos desde 2015, os franceses, que são de gerações distintas, Herbert tem 28 anos e Mahut 37, conquistaram nos últimos quatro anos 13 títulos profissionais, sendo quatro deles Grand Slams: US Open em 2015, Wimbledon em 2016, Roland Garros em 2018 e Australian Open em 2019.

À rede de TV e rádio francesa RMCSports, Herbert comentou a decisão: "Se eu não fizesse isso agora, nunca poderia fazê-lo. Esta é uma situação difícil pra ele, espero que ele possa encontrar uma solução".

Mahut, que não parece pensar em aposentadoria, também falou sobre o tema via telefone com o canal: "Pierre tem 28 anos, este é o seu momento. É agora ou nunca. Não tem problema. Sempre tivemos claro nossos objetivos e seu foco são os Jogos Olímpicos de 2020".

Mahut ainda contou que fez um anuncio em busca de um parceiro na intranet da ATP, seus planos são de fixar um novo companheiro com quem possa disputar os torneios do Masters 1000 de do Grand Slam. "De momento eu tenho proposta de jogadores do top 60 e 100. Tomarei a decisão nos próximos dias", declarou o francês que sabe que ao aceitar um duplista abaixo do top 30 dificilmente conseguirá entrar nas chaves dos Masters 1000.

Nicolas Mahut chegou a conversar com Julien Benneteau, seu amigo de longa data com quem conquistou títulos nas duplas como o ATP de Metz (2003), Lyon (2009) e Marselha (2017). "Nós conversamos sobre num almoço. Porém Julien já se aposentou do circuito e levaria seis meses ao menos para voltar a figurar na lista do antidoping", finalizou.