Carlos Bandeira de Mello
24/07/2019
23:31
Rio de Janeiro (RJ)

Sem brilho em campo, o Botafogo se complicou e pode ficar sem a vaga na próxima fase da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, o time carioca não mostrou seu melhor futebol e perdeu para o Atlético-MG por 1 a 0, no Nilton Santos, pela primeira partida das oitavas de final da competição. O gol do Galo foi marcado por Vinicius. Os donos da casa ainda contaram com a expulsão de Carli. 

As equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, às 21h30, na Arena Independência. O Galo tem a vantagem do empate. Uma vitória de 1 a 0 do Glorioso leva a disputa para os pênaltis. Quem passar vai pegar o La Equidad, da Colômbia, que eliminou o Royal Pari. Antes disso, pensam no Brasileiro. O time comandado por Barroca faz clássico com o Flamengo, no domingo, às 16h, no Maracanã. No mesmo dia, às 19h, o time mineiro enfrenta o Goiás, no Serra Dourada. 


OPORTUNISTA 

No momento em que os cariocas começavam a crescer e demostravam boa compactação, houve uma falha grosseira da defesa. Gatito Fernández demorou a dar passe para o zagueiro Benevenuto, que quis fazer lançamento, mas entregou no pé do rival. A bola sobrou para Vinicius, que aproveitou e abriu o placar. Perto do fim do primeiro tempo, o Galo poderia ter ampliado. E após o apito, os donos da casa tomaram uma sonora vaia da torcida. 

VAR DEMORADO
Em cruzamento de Fábio Santos, Igor Rabello cabeceia, mas Gatito espalmou, e Jair pegou o rebote e colocou para dentro de maneira chorada, pois não chegou a balançar a rede. O árbitro de vídeo foi acionado, porém avaliou carga do zagueiro atleticano em Benevenuto. Ou seja, o gol foi anulado. O lance animou o jogo. Antes disso, o centroavante Ricardo Oliveira perdeu uma chance inacreditável, quase em cima da linha do gol. 

COMPLICOU 
O Botafogo já terá um desfalque para o jogo de volta. O zagueiro Joel Carli acabou sendo expulso após chutar o pescoço de Papagaio. O árbitro foi analisar o lance no VAR. Deste modo, o Galo fez pressão no fim do duelo para buscar ampliar o resultado, porém apenas controlou para sacramentar a vitória. Foi a terceira derrota seguida do Botafogo jogando no Nilton Santos, todas por 1 a 0 (Grêmio, Santos e Atlético-MG). Quarto jogo seguido sem marcar gols. 


QUEBRA DE TABU
O Atlético-MG não vencia o Botafogo em mata-mata desde 1994, quando levou a melhor nas quartas de final do Campeonato Brasileiro. De lá para cá, foram seis confrontos em mata-matas com a melhor para os cariocas - quatro pela Copa do Brasil e dois pela Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 x 1 ATLÉTICO-MG

Data/Hora:
24/07/2019, às 21h30 (horário de Brasília)
Local: Estádio Nilton Santos, em Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Raphael Claus (BRA) - Nota LANCE!: 6,0 - fez as marcações corretas, porém poderia ter definido mais rápido o lance com participação com o VAR. 
Auxiliares: Alessandro Rocha (BRA) e Fabricio Vilarinho (BRA)
VAR: Anderson Daronco (BRA)
Auxiliares VAR: Luiz Flavio De Oliveira (BRA) / Danilo Manis (BRA)
Público / Renda: 15.774 presentes / R$ 496.450,50
Gramado: Bom
Cartão Amarelo: Alex Santana, Gustavo Bochecha (BOT)
Cartão Vermelho: Joel Carli (BOT)

GOLS: Vinicius (34'/1ºT); 

BOTAFOGO
Gatito Fernández; Marcinho, Carli, Marcelo Benevenuto e Gilson; Cícero, Alex Santana, João Paulo (Igor Cássio; intervalo); Erik (Leonardo Valencia; 26'/2ºT), Diego Souza e Luiz Fernando (Gustavo Bochecha; intervalo). Técnico: Eduardo Barroca

ATLÉTICO-MG 
Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; Jair, Elias, Vinicius Goes (Nathan; 46'/2ºT), Otero (Maicon Bolt; 31'/2ºT); Chará e Ricardo Oliveira (Papagaio; 26'/2ºT). Técnico: Rodrigo Santana