David Nascimento
03/02/2019
19:22
Rio de Janeiro (RJ)

Depois de dois jogos, o São Paulo voltou a vencer no Campeonato Paulista. Na tarde deste domingo, no Pacaembu, a equipe derrotou o São Bento por 1 a 0, com um belo gol de Hernanes. Mesmo com um time alternativo visando a estreia na Conmebol Libertadores, quarta-feira, fora de casa, contra o Talleres, da Argentina, o Tricolor contou com o Profeta para resolver e embalar. Destaque negativo foi para a arbitragem, que se envolveu em polêmicas.

ESTUDOS E ESTUDOS
Os minutos iniciais da partida foram de estudo de ambas as equipes. Aos poucos, o volume da velocidade e da criação no meio de campo foram em uma crescente e as chances, então, apareciam. No São Bento, Ewerton Páscoa aos oito levou certo perigo, enquanto o São Paulo respondia com Bruno Alves.

ANULADO!
O São Bento tentava explorar os contra-ataques, já que o São Paulo estava em campo com um time alternativo visando a Libertadores na quarta-feira. E em um destes lances, a equipe chegou ao gol – anulado pela arbitragem por impedimento, em lance difícil diga-se de passagem. Alecsandro fez o pivô para Alex Maranhão, que estufaria as redes.

HENAL E OS MILAGRES
No fim do primeiro tempo e no início da etapa final, Henal, goleiro do São Bento, entrou em ação e se destacou com defesas importantes. Antes do intervalo, o arqueiro espalmou em tentativa de Hernanes. Na volta, no minuto inicial, em um bate-rebate, Henal espalmou em chegada de Carneiro e Antony, no rebote, também tentou, mas o goleiro salvou.

TRAVE DE CÁ, GOL DE LÁ
O volume do segundo tempo foi maior e os lances de perigo também. O São Bento quase abriu o marcador aos sete, quando acertou o travessão em chegada de Edson Ratinho. O São Paulo teve maior sorte e Hernanes, aos 14, marcou – e um golaço, por sinal. A qualidade do Profeta é indiscutível e ele só tem a ajudar ao longo da temporada, Tricolor 1 a 0.

EMOÇÃO ATÉ O FIM
Até o fim, o jogo manteve o ritmo e a emoção. O árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araujo errou ao marcar um pênalti aos 48, quando a bola bateu no ombro de João Paulo, do São Bento. Mas já diriam os deuses do futebol, pênalti quando não é, não entra e foi o que ocorreu, quando Jonatan Gomez parou no goleiro Henal. Vitória do São Paulo, merecida, apesar da polêmica arbitragem.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 0 SÃO BENTO


Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 3/2/2019, 17h (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP) - Nota LANCE!: 5,0 - Marcou um pênalti inexistente no fim e anulou um gol polêmico do São Bento
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho(SP) e Bruno Salgado Rizo(SP)
Público/renda: 8.855 pagantes/R$ 297.373,00
Cartões amarelos: Hudson (SAO) e João Paulo (SAB), Edson Ratinho (SAB) 
Cartão vermelho: -

GOL: Hernanes 14’/2ºT (1-0)

SÃO PAULO: Jean; Igor Vinicius (Hudson 32'/2ºT), Bruno Alves, Rodrigo e Léo; Willian Farias e Araruna, Hernanes (Jonatan Gomez 25’ 2º T); Helinho, Everton Felipe (Anthony, intervalo) e G. Carneiro. Técnico: André Jardine

SÃO BENTO: Henal; Everton Silva, Ewerton Páscoa, Diego Ivo e Guilherme Romão; Fábio Bahia, Edson Ratinho, João Paulo; Paulinho(Tiago Luis 21’ 2º T), Alex Maranhão (Mazola 28’ 2º T e Alecsandro (Henan 11’/2ºT). Técnico: Marquinhos Santos.