Hernanes

Hernanes é um dos principais trunfos do São Paulo para a decisão (Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Yago Rudá
17/04/2019
12:27
São Paulo (SP)

O Profeta Hernanes, um dos principais jogadores do atual elenco do São Paulo, demonstrou otimismo para a final do Campeonato Paulista, domingo, contra o Corinthians. Em entrevista na manhã desta quarta no CT da Barra Funda, o meio campista relembrou que há um mês, o Tricolor não era nem sequer cotado para ser finalista e, agora, tem a possibilidade de ser campeão estadual.

- Se a gente pensar um pouco, há um mês, éramos a escória do mundo. Agora, vamos poder disputar um jogo importante e podemos gravar o nome na história do São Paulo. Isso é para mostrar como a vida e o futebol são dinâmicos e como não podemos desistir nunca. O título daria uma grande confirmação de que o que fizemos até aqui é certo. Daria um gás para o restante do ano - pontuou o camisa 15 do Tricolor.

Apesar do otimismo de Hernanes, o jogador ainda não sabe se terá condições de iniciar a final como titular. O Profeta luta desde o início da temporada para readquirir sua melhor forma física e, por isso, não está descartada sua presença no banco de reservas. O ídolo tricolor falou sobre o tema.

- Quanto à condição física, a semana ajuda mas não é o suficiente. Foram quatro semanas sem jogar, e ainda sem poder treinar em alto nível. A condição vai melhorar, com certeza. Mas somente os jogos e um pouco mais de jogos permitirão que eu alcance os 100%. Estamos melhorando, evoluindo - afirmou Hernanes, que ainda desviou do tema ao ser questionado se iniciaria a decisão como titular.

- Por questão de destino, infelizmente ou felizmente, sou o Hernanes e não o Cuca. Então, vou me condicionar e colocar à disposição para que o Cuca tenha a liberdade de escolher. Mas o que importa, isso que é o legal, quem chegou aqui até a final, não foi uma pessoa. O grupo está fortalecido, quem começar jogando estará apto para ajudar e dar uma contribuição para o São Paulo, quem sabe conseguir uma conquista.

Confira outros trechos da entrevista de Hernanes:

Há a possibilidade de jogar na posição que era de Liziero no meio de campo?
A que eu entrei foi a que o Liziero desempenhou, o que muda é somente a interpretação minha e a dele. Ele tem uma característica mais de toque de bola, de armação de jogada, que também tenho. Mas a minha característica principal é a de chute de fora da área. Então, me aproximo um pouco mais. Mas a posição de fato não mudou, porque estava no 4-3-3, então, somente a questão da interpretação.

Tabu de títulos 
Esse tabu um dia vai ser quebrado, não sei se já neste domingo, esperamos. A equipe está em um momento bom, sem se preocupar demais. Jogando apenas futebol, está ficando bonito, a equipe está amadurecendo a cada jogo. Então, acho que não temos de nos preocupar com tabu, com o passado. Temos de jogar como a gente está fazendo, indo para cima, com toque de bola e tentando fazer os gols. Apesar de não termos vencido os últimos jogos, estamos criando bastante e jogado o nosso futebol.

Polêmicas extracampo 
Estou preocupado e focado somente dentro do jogo nas quatro linhas. O jogo fora das quatro linhas não diz respeito a nós (jogadores). A diretoria se posicionará se é que vai ter a necessidade. Nós jogadores temos que nos concentrar somente dentro das quatro linhas.