Racing x São Paulo - Marquinhos e Rigoni comemoram

Rigoni e Marquinhos foram os destaques do São Paulo em Avellaneda (Foto: Marcelo Endelli / POOL / AFP)

Gabriel Santos
20/07/2021
23:22
Buenos Aires (ARG) 

O São Paulo venceu o Racing (ARG) por 3 a 1, na noite desta terça-feira (20), no El Cilindro, em Buenos Aires e se classificou às quartas de final da Libertadores. Os atacantes Rigoni, duas vezes, e Marquinhos, aposta do técnico Hernán Crespo, marcaram os gols do Tricolor. Correa descontou.

Palmeiras mira ex-Flamengo, os planos de Ancelotti para Vinícius Jr, Vasco e Botafogo anunciam técnicos… O Dia do Mercado

Com a vaga nas quartas da competição continental garantida, o São Paulo agora espera o vencedor entre Palmeiras e Universidad Católica (CHI). O Alviverde venceu a partida de ida por 1 a 0, no Chile. 

CONFIRA AS PARTIDAS DAS OITAVAS DE FINAL DA LIBERTADORES DA AMÉRICA!

PARTIDA COMEÇA COM SÃO PAULO PARTINDO AO ATAQUE
Precisando do resultado, o São Paulo iniciou o jogo com mais ritmo no ataque e buscando marcar logo no começo. Apostando na velocidade de Rigoni e Marquinhos, novidade no time, o Tricolor chegou com perigo aos nove minutos. 

Welington pressionou, roubou a bola e tocou para Benítez. O meia achou Gabriel Sara, que ajeitou para o pé esquerdo e bateu colocado. A bola passou muito perto do gol de Arias.

MARQUINHOS QUASE ABRE O PLACAR PARA O SÃO PAULO
O São Paulo continuava em cima do Racing e quase abriu o placar com o garoto Marquinhos. Aos 18 minutos, Rigoni cobrou escanteio na primeira trave, Marquinhos se adiantou e cabeceou no contrapé do goleiro Arias. A bola passou raspando a trave.

O Racing assustou em seguida. Chancalay cobrou falta por baixo, Copetti conseguiu o desvio, mas ninguém chegou para completar para o gol. Depois desse lance, as equipes deram um 'tempo' nas chances de gol. A partida ficou mais truncada, sem muito perigo aos goleiros Thiago Volpi, do São Paulo e Arias, do Racing. 

MIRANDA APARECE E SALVA O TRICOLOR
O São Paulo tinha mais dificuldades de chegar ao gol da equipe argentina na última metade do primeiro tempo. Sendo assim, o Racing cresceu no jogo e quase abriu o marcador. Aos 33 minutos, Moreno recebeu ótimo passe dentro da área, girou e finaliza. Miranda, porém, deu um carrinho, travou o atacante e salvou o São Paulo.

SÃO PAULO ABRE O PLACAR COM RIGONI 
O Tricolor contou com o retorno de dois jogadores: o zagueiro Miranda e o atacante Rigoni. E os dois participaram do gol da equipe, aos 43 minutos. Marquinhos recebeu bola perfeita de Miranda após desarme do zagueiro. Ele bateu no gol e o goleiro desviou. A bola ainda bateu na trave e sobrou para Rigoni estufar a rede. 

Fim de primeiro tempo com o São Paulo em vantagem. 

SEGUNDO TEMPO COMEÇA E MARQUINHOS AMPLIA PARA O SÃO PAULO
Nem o mais otimista torcedor do Tricolor apostava em um começo de segunda etapa tão bom para o clube. Logo aos dois minutos, Marquinhos recebeu bola de Benítez, invadiu a área e chutou no cantinho do goleiro Arias para ampliar.

O Racing tentou assustar três minutos depois. Copetti recebeu dentro da área, girou e chutou por cima do gol de Volpi. 

SÃO PAULO NÃO SE ACOMODA E AMPLIA O MARCADOR 
Mesmo em vantagem no placar, o São Paulo não parou de pressionar o Racing e chegou ao terceiro gol em Avellaneda. Em rápido contra-ataque, aos 11 minutos, Marquinhos recebeu dentro da área e só tocou de lado para Rigoni marcar mais um.

RACING DIMINUI LOGO DEPOIS E CRESCE NA PARTIDA 
O São Paulo pareceu ter 'diminuído a marcha' após o terceiro gol, o que permitiu o Racing crescer no jogo e diminuir logo na sequência. Aos 17, Javier Correa recebeu na entrada da área e bateu de primeira para vencer Volpi e reduzir a vantagem. 

O gol deu novo ânimo aos argentinos, que quase marcaram o segundo três minutos depois. Correa cabeceou dentro da pequena área, e Volpi fez grande defesa, salvando o São Paulo. 

RACING VAI PRO ATAQUE E LEVA PERIGO
Em grande desvantagem no marcador, o Racing colocou vários jogadores ofensivos e levou perigo a meta do goleiro Volpi. Aos 30 minutos, Correa recebeu dentro da área, girou e finalizou. A bola bateu na rede pelo lado de fora.

Dois minutos depois, Volpi socou a bola para tirar o perigo de perto do gol depois de um cruzamento perigoso. O São Paulo assustou com 38 minutos. Reinaldo bateu de fora da área para defesa de Arias. 

Nos minutos finis, coube ao São Paulo administrar a vantagem e esperar o apito final. O sonho do tetra continua e a equipe ganha fôlego para a sequência da temporada. 

Agora, o Tricolor volta a campo no próximo domingo (25), às 16h, para enfrentar o Flamengo, no Morumbi, pela 13ª rodada do Brasileirão. 

RACING 1 X 3 SÃO PAULO
Local:
Estádio El Cilindro, Buenos Aires (ARG)
Data e horário: 20 de julho de 2021, às 21h30
Árbitro: Gustavo Tejera (URU)
Assistentes: Eduardo Cardozo (PAR) e Milciades Saldivar (PAR)
VAR: Eber Aquino (PAR)
Gols: Rigoni (43'/1ºT) (0-1), Marquinhos (02'/2ºT) (0-2), Rigoni (11'/2ºT) (0-3), Javier Correa (17'/2ºT) (1-3)
Cartões Amarelos: Léo (SAO)
Cartões Vermelhos: -

RACING
​Arias; Cáceres (Fabricio Dominguez, Intervalo), Sigalli, Mauricio Martínez, Nery Domínguez e Mena; Leonel Miranda (Lovera, aos 32'/2ºT), Piatti (Matías Rojas, aos 22'/2ºT) e Moreno (Javier Correa, aos 07'/2ºT); Copetti e Chancalay. Técnico: Juan Antonio Pizzi

SÃO PAULO
Volpi, Miranda, Arboleda e Léo; Igor Vinícius, Liziero (Nestor, aos 20'/2ºT), Rodrigo Nestor, Benítez (Luan, aos 15'/2ºT) e Wellington; Rigoni e Marquinhos (Reinaldo, aos 27'/2ºT). Técnico: Hernán Crespo