Cueva voltou a treinar no São Paulo na segunda-feira, mas pode nem jogar mais pelo clube

Meia peruano foi vendido para o Krasnodar, da Rússia, por cerca de 8 milhões de euros (Érico Leonan/saopaulofc.net)

LANCE!
23/07/2018
17:52
São Paulo (SP)

A torcida do São Paulo ainda curte a alegria por ter vencido o Corinthians, no sábado, por 3 a 1, e Cueva fez questão de lembrar de outro triunfo em Majestoso. No fim da tarde desta segunda-feira, o meia, negociado com o Krasnodar, da Rússia, publicou em seu Instagram uma mensagem de agradecimento à torcida tricolor e utilizando um gol de pênalti, cobrado com cavadinha, sobre o corintiano Cássio.

O lance postado pelo peruano ocorreu em uma de suas atuações mais marcantes em dois anos pelo São Paulo. Cueva foi o grande nome da histórica vitória por 4 a 0 sobre o Corinthians, em 5 de novembro de 2016, e deixou sua marca com a cobrança de pênalti dando cavadinha, abrindo o placar.

- Quero agradecer da parte mais profunda do meu coração à torcida de São Paulo por todo o apoio recebido durante esses dois maravilhosos anos que passamos juntos ... Eu sempre os terei em mente, não há palavras para descrever o que vivi nos bons (momentos) e nos que não foram muito, vocês estiveram do meu lado... Sempre vou me lembrar de vocês... Força Tricolor! - escreveu Cueva, em espanhol.

Confira a publicação abaixo:

No último dia 12, o jogador de 26 anos foi vendido ao Krasnodar, da Rússia, por 8 milhões de euros (cerca de R$ 36 milhões). Depois do Mundial, foi sondado por Orlando City, dos Estados Unidos, e Independiente, da Argentina, mas pesou na negociação seu desejo de jogar por uma equipe europeia - disputará a Liga Europa da próxima temporada. O anúncio oficial dos dois clubes ocorreu no dia 15.

Contratado em junho de 2016 por R$ 8,8 milhões, Cueva fez 89 partidas oficiais e anotou 20 gols. O meio-campista chegou a ser um dos líderes do elenco, mas caiu de produção e teve problemas disciplinares com a diretoria. A conduta do peruano foi determinante para sua saída.

Entre os representantes de Cueva e o São Paulo, sempre houve uma convicção de que ele sairia depois da Copa do Mundo, mesmo tendo contrato até 2021 com o clube. O meia não brilhou no Mundial como se imaginava (perdeu pênalti na derrota para a Dinamarca e só deu uma assistência, na vitória por 2 a 0 sobre a Austrália, quando o Peru já estava eliminado), mas a comissão técnica já não trabalhava com a ideia de tê-lo no elenco, diante das informações que recebia da diretoria sobre sua negociação iminente.

O último jogo de Cueva pelo São Paulo foi em 9 de maio, quando ele foi expulso no fim da vitória por 1 a 0 sobre o Rosario Central, da Argentina, no Morumbi, pela Copa Sul-Americana. Ele voltou da Copa e, como combinado, se reapresentou no CT da Barra Funda. Chegou até a estar presente no lançamento da nova camisa tricolor, da Adidas, mas já na expectativa de trocar de equipe.