Bruno Grossi
05/05/2017
15:09
São Paulo (SP)

Em cerimônia realizada no início desta tarde no Morumbi, os membros do Conselho de Administração tomaram posse no São Paulo. O evento começou com almoço, contou com entrega de certificados para os nove integrantes do órgão e tem a primeira reunião oficial como última etapa, quando os primeiros diretores e executivos devem ser escolhidos.

Na última quarta-feira, o grupo já havia se encontrado para definir as primeiras diretrizes na condução do Tricolor. Uma das pautas debatidas foi a aprovação dos três membros independentes, que nesta sexta foram oficializados: o ídolo Raí, o empresário Julio Conejero e o ex-secretário do governo de São Paulo, Saulo de Castro Abreu.

Os outros membros empossados foram Carlos Augusto de Barros e Silva (presidente), Roberto Natel (vice-presidente), José Eduardo Mesquita Pimenta (indicado pelo conselho consultivo), Adilson Martins, Silvio Médici e Julio Casares (eleitos pelo conselho deliberativo). O mandato do grupo, bem como de Leco, é até novembro de 2020.

A tendência é que o São Paulo divulgue ainda nesta sexta, pelo menos, parte dos diretores e executivos remunerados que completarão a gestão. Vinicius Pinotti, para o futebol, e Marrcio Aith, para o marketing, estão praticamente garantidos como executivos. Além dos dois, é preciso definir até mais sete dirigentes remunerados.

O número de executivos (mínimo de três, máximo de nove) será definido de acordo com a necessidade de profissionais especializados e disponibilidade de verba para bancar os salários. Se um conselheiro tornar-se executivo, é preciso abrir mão dos direitos do conselho deliberativo.