Palmeiras x São Paulo

Jogadores do São Paulo comemoram após triunfo nos pênaltis (Foto: Luis Moura/WPP)

Guilherme Amaro
07/04/2019
18:32
São Paulo (SP)

Após um começo de ano cheio de oscilação e atuações ruins, o São Paulo achou sua equipe nos últimos jogos. O meio de campo com os garotos Luan, Lizieiro e Igor Gomes deu liga, e Hudson não tem comprometido na lateral direita. O Tricolor chega à final do Paulistão com o time encaixado e o moral elevado depois de eliminar o Palmeiras nos pênaltis no Allianz Parque.

Há ainda a possibilidade de o São Paulo ter reforços para a final. Hernanes realizará exames nesta segunda-feira, e Pablo também tem chances de retornar. O Tricolor vai enfrentar Corinthians ou Santos na decisão.

Neste domingo, no Allianz, a dupla Cuca e Vagner Mancini decidiu escalar uma equipe sem um centroavante, já que Pablo estava lesionado. Everton Felipe foi deslocado para atuar como falso 9 e não foi bem. Ele chegou a inverter a posição com Everton, mas a equipe continuou tendo dificuldades para criar.

Se por um lado tinha pouca inspiração no ataque, na defesa o São Paulo quase não sofria. O Palmeiras, com uma equipe bem melhor no papel, não conseguia levar perigo. Teve o gol anulado de Deyverson, que estava em impedimento, e uma bola na trave de Gustavo Scarpa. O Tricolor, por sua vez, teve grande chance com Antony, que saiu na cara de Fernando Prass e chutou em cima do goleiro.

No segundo tempo, Gonzalo Carneiro entrou e o São Paulo voltou a ter centroavante. O Tricolor até tentou fazer as jogadas pelos lados, mas continuava com dificuldades para assustar o Palmeiras. Até que a decisão foi para os pênaltis, e São Paulo vai para uma decisão de Paulistão em mata-mata, algo que não acontecia desde 2003.