São Paulo x Botafogo - Everton

Everton já sofreu duas lesões musculares em 2019 - FOTO: Maurício Rummens/Fotoarena

Fellipe Lucena
11/06/2019
08:00
São Paulo (SP)

Everton tem sido perseguido pelas lesões há quase um ano no São Paulo - nesta segunda-feira, foi diagnosticado um problema de grau 2 no adutor direito do atacante de 30 anos, que desfalcará a equipe contra o Atlético-MG, às 20h de quinta-feira, e talvez ainda esteja em recuperação quando o Brasileirão voltar após a pausa da Copa America. É a sexta vez que ele se machuca no clube, todas a partir de agosto do ano passado.

​O São Paulo liderava o Brasileiro e tinha Everton como um de seus pilares quando a série de lesões começou: foi na vitória por 1 a 0 sobre o Ceará, pela 21ª rodada, quando ele sofreu um estiramento na coxa esquerda. O jogador ficou fora de três partidas, voltou no empate sem gols contra o Santos e sentiu uma fibrose na mesma coxa. Foram mais dois jogos fora até o retorno no intervalo da derrota por 2 a 0 para o Palmeiras. Embora tenha ficado em campo até o fim, Everton voltou a relatar dores na coxa esquerda e teve um novo estiramento diagnosticado. Foram mais quatro partidas ausente. 

​O fato de quase não ter contado com o camisa 22 ao longo do segundo turno do Brasileirão do ano passado é apontado até hoje no São Paulo como um dos motivos da perda do título. O time era líder quando o drama começou e acabou terminando a competição em quinto lugar.

​A coxa esquerda voltou a atrapalhar em fevereiro de 2019: o atacante se lesionou na derrota por 2 a 1 para o Corinthians, pela primeira fase do Paulistão, e ficou fora de cinco partidas. Retornou a tempo de disputar os mata-matas, mas com dificuldades físicas - na final contra o mesmo Corinthians, por exemplo, sentiu câimbras nas duas pernas e foi substituído.

​O único dos problemas físicos de Everton no São Paulo que não foi muscular ocorreu no fim de maio: uma pancada na cabeça sofrida na derrota por 1 a 0 para o Bahia, em Salvador, pela Copa do Brasil. Ele ficou fora do empate por 1 a 1 com o Cruzeiro, retornou diante do Avaí e se lesionou ainda no primeiro tempo.

Everton fez 40 jogos ano passado (11 no Flamengo, com três gols, e 29 no São Paulo, com cinco gols). Nesta temporada, balançou as redes duas vezes em 23 partidas.

Os problemas físicos atrapalham o jogador desde os tempos de Flamengo (veja levantamento abaixo). Inclusive, ele carrega uma fibrose na coxa esquerda desde 2015, fruto de uma das lesões que sofreu no Rio de Janeiro.

​EVERTON NO FLAMENGO

2014 (49 jogos e 10 gols)

- 20/4 - lesão na coxa direita
Ficou fora de três partidas e voltou a jogar em 18/5
- 25/5 - lesão na coxa direita
Ficou fora de duas partidas e voltou a jogar em 16/7, após a Copa
- 29/10 - lesão na coxa esquerda
Ficou fora de uma partida e voltou a jogar em 5/11

2015 (47 jogos e 6 gols)

- 22/2 - lesão na parte anterior da coxa esquerda
Ficou fora de sete partidas e voltou a jogar em 22/3
- 25/3 - lesão na parte posterior da coxa esquerda
Ficou fora de três partidas e voltou a jogar em 12/4

2016 (41 jogos e 5 gols)

- 16/10 - lesão no adutor direito
Ficou fora de três partidas e voltou a jogar em 16/11

2017 (56 jogos e 10 gols)

- 26/3 - pancada na coxa
Ficou fora de quatro partidas e voltou a jogar em 23/4
- 23/4 - pancada no tornozelo
Ficou fora de uma partida e voltou a jogar em 30/4
- 20/5 - pancada no tornozelo
Ficou fora de duas partidas e voltou a jogar em 4/6
- 16/8 - dores musculares
Ficou fora de uma partida e voltou a jogar em 23/8
- 13/9 - lesão na panturrilha esquerda
Ficou fora de três partidas e voltou a jogar em 27/9
- 16/11- lesão na coxa esquerda
Ficou fora de cinco partidas e voltou a jogar em 6/12