LANCE!
29/07/2018
19:14
São Paulo (SP)

Depois da vitória por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, no Mineirão, neste domingo Diego Aguirre destacou o perfil do São Paulo, que não busca necessariamente uma posse de bola maior e briga o tempo todo. Em segundo lugar no Campeonato Brasileiro, a dois pontos do líder Flamengo, o técnico preferiu nem alimentar qualquer polêmica em relação a Nenê.

O camisa 10 não escondeu sua insatisfação ao ser trocado por Bruno Peres, no segundo tempo. Questionou o técnico e sentou no banco de reservas, de cara fechada, até arremessando um copo d'água, claramente incomodado por ter saído. Mas Aguirre, em sua entrevista coletiva, nem se alongou na explicação.

- Tomo as decisões que acho melhor para o time. Quero que o São Paulo ganhe e faço o que acho melhor - limitou-se a dizer o treinador, sem esconder que dizer que o São Paulo pouco chuta ou fica com a bola para vencer está longe de ser uma críticas, mas uma estratégia.

- O São Paulo, em quase todos os jogos, tem como característica se defender bem e aproveitar as chances. Somos um time de resposta. É a nossa estratégia e tem dado certo. Não necessariamente temos de ter a bola, mas precisamos fazer o melhor para vencer. Estamos nos defendendo bem, nos fechando ao máximo e, com a bola, aproveitando a bola e a característica dos jogadores - falou o uruguaio, sem se empolgar com os elogios à equipe.

- Talvez, se comece a falar do São Paulo com outro respeito ou ideia, como candidato. Mas não gosto de falar disso porque não muda nada. temos de nos preparar para o próximo jogo e continuar vencendo para ficar nas primeiras posições - indicou.

Confira outros temas abordados por Aguirre em sua entrevista neste domingo:

Nove pontos nos últimos quatro jogos
Quando tivemos férias, na parada da Copa do Mundo, sabíamos que teríamos sequência de quatro jogos muito difíceis, três fora de casa, contra times muitos fortes. Queríamos ganhar o máximo de pontos possível, mas poderíamos perder. Tínhamos expectativa de que esses quatro jogos mostrariam pelo que o São Paulo brigaria. A resposta foi muito boa, com três triunfos importantes. Mas estamos começando, todos os jogos são difíceis e temos de continuar por esse caminho.

Aproveitamento na base
Quando chegamos, falamos que a ideia era, primeiramente, tentar dar uma sequência a um time, que o São Paulo recobrasse a confiança, e isso foi acontecendo. Outra coisa que falamos era de dar oportunidade aos meninos da base, e o São Paulo tomou uma decisão excelente de deixar Jardine trabalhar conosco, ele nos ajuda muito, dá muita informação e tem experiência com meninos. Aconteceu com Luan, Liziero, Kal, Araruna. A base do São Paulo é muito forte. Temos de aproveitar, e parabenizo quem trabalha na base no dia a dia. Não tem tanto reconhecimento, mas meninos são realidade, jogando muito, com um triunfo de todos, da base e do profissional. Foi muito importante a ajuda deles.

Rojas e Bruno Peres
Quando teve a janela, com alguns indo embora e outros podendo vir, perdemos muitos jogadores importantes, mas o fundamental é quem vem para reforçar. Trouxemos o Joao Rojas, por indicação nossa, e estou feliz que tenha somente 20 dias e já jogado quatro jogos, cada vez melhor. Joao está jogando muito e estou feliz por ele. E foi boa a estreia do Bruno Peres, um reforço excelente. Jogou 30 minutos e terá mais jogos, prevendo a saída de Militão, na outra semana, teremos Bruno Peres pronto. É o bom trabalho da diretoria para contratar jogadores prevendo alguma possível saída. Eu me sinto respaldado e apoiado porque o São Paulo tem feito as coisas realmente bem.

Padrão de jogo mesmo com mudanças
No treino, não tem titulares ou reservas, somos todos um time preparado para a oportunidade. Acontecem coisas, com jogadores machucados ou tomando cartão, foi acontecendo e os jogadores foram aproveitando as oportunidades. Falo muito que eles precisam aproveitar e, hoje, ficou claro que não só quem entrou jogando, mas Shaylon fez bom jogo, ajudou muito. Isso dá força e confiança, porque estão todos preparados para ajudar o time.

Jogo contra o Colón, na quinta-feira, pela Copa Sul-Americana
Temos a Sul-Americana na quinta-feira, e depois tem jogo no domingo. Temos de ganhar a Sul-Americana, é um objetivo, e vamos nos preparar para um grande jogo. É uma copa importante e vamos lutar para ganhá-la.

Reinaldo
É impossível falar da equipe se não tem jogadores de alto nível como temos. O Reinaldo mostrou superação e importância espetaculares para o time, que siga jogando assim, porque defende e ataca bem, fazendo gols. O que mais posso pedir de um lateral? Estou feliz e orgulhoso, porque os jogadores estão dando. Futebolisticamente, podemos estar cometendo erros, mas o time está lutando, dando o máximo. O São Paulo precisa ter isso, e isso não vai faltar. Vamos começar a melhorar e ter protagonismo.