Executivo de futebol do Santos, Edu Dracena

Edu Dracena teria ameaçado o árbitro Leandro Vuaden após o clássico (Foto: Divulgação/Santos)

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
03/05/2022
10:19
SANTOS (SP)

O árbitro Leandro Pedro Vuaden, de 46 anos e categoria Master, relatou que, após o término da partida entre São Paulo e Santos, no Morumbi, o executivo de futebol do Peixe, Edu Dracena, fez fortes declarações contra a equipe de arbitragem.

O time santista reclama que no lance que antecedeu o pênalti houve um erro de Leandro Vuaden. Marcos Leonardo e Alisson disputaram a bola e, antes dela sair, o jogador do São Paulo tenta segurar a bola. Arbitragem marcou lateral contra o Peixe, na sequência, surge a penalidade.

"Informo que ao final da partida, quando a equipe de arbitragem já se encontrava dentro túnel de acesso aos vestiários das equipes e da arbitragem, fomos interpelados e impedidos de prosseguir pelo senhor Eduardo Luís Abonízio de Souza (Edu Dracena) , dirigente da equipe do Santos FC, proferindo as seguintes palavras "porra sempre contra nós, vou colocar o nome de vocês pra torcida, pra pegarem vocês na rua pode me relatar, estou cagando pra vocês, seus vagabundos", informo ainda que diante das palavras mencionadas me senti ofendido", escreveu o árbitro na súmula.

Dracena se manifestou oficialmente após o término do jogo, em coletiva ao lado do técnico Fabián Bustos. O ex-zagueiro afirmou que, além de ter sido lateral para o time santista e falta em Marcos Leonardo na origem do gol são paulino, os jogadores do Santos estavam saindo porque o bandeira deu lateral.

“Eu vim fazer um apelo para CBF. Não é a primeira, segunda ou terceiro que o Santos é prejudicado. Estamos cansados de mandar ofício para CPF, FPF… Toda vez contra o Santos nos sentimentos prejudicados. Hoje, o que o Vuaden, quarto árbitro e bandeira fizeram, não pode fazer. Primeiro que foi falta. Segundo que a bola é do Santos. Terceiro, como o bandeira apontou para o nosso lado, nossos jogadores estavam saindo. Ele tinha que parar o jogo. Na sequência, sai um pênalti. Então, senhor Wilson Seneme, você que está cuidando da arbitragem da CBF, recicle esses árbitros. Eu estou cansado de mandar ofício”, disse o executivo.