Bahia x Santos

Uribe voltou a ter oportunidade, mas fez partida apagada (Foto: Reprodução/Twitter)

Gabriela Brino
13/07/2019
21:39
Santos (SP)

Uribe voltou a aparecer entre os titulares do Santos na vitória por 1 a 0 sobre o Bahia, na noite deste sábado, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Porém, apesar de centroavante, não foi o colombiano quem marcou o gol. Ele foi mais uma vez tímido no esquema de Jorge Sampaoli. 

O treinador argentino não pôde contar com Alison, que foi liberado por conta do nascimento de seu filho. Cueva, de folga, e Jobson, com entorse, também foram desfalques. Com isso, o argentino utilizou Pituca pelo meio, na função do camisa 5, e Sasha ficou na ponta esquerda, com Uribe centralizado. Na defesa, três zagueiros alinhados. Porém, diferentemente do que Sampaoli imaginava, o Santos foi apático a primeira etapa inteira. 

Além da falta de dinamismo, agilidade e criatividade, a bola não chegava em Uribe. E o atacante também não fez questão de procurá-la, apenas aguardou ela chegar. Apesar de ser apenas o quarto jogo do estrangeiro, ele tecnicamente demonstrou menos do que o esperado ao comandante argentino, que o sacou no segundo tempo. O jogador ainda não fez gol com a camisa alvinegra. 

Com as entradas de Marinho e Jean Mota - que substituíram Uribe e  Victor Ferraz, respectivamente -, o Peixe mudou de postura e o jogo fluiu muito melhor. O time teve velocidade pelos lados, principalmente por meio de Soteldo, com melhor distribuição de bola e foi mais incisivo. Nos minutos finais, saiu o gol de Carlos Sánchez, que sofreu o pênalti, desperdiçou a cobrança, mas balançou a rede no rebote.

Sampaoli pediu um centroavante de origem, mas ainda não conseguiu extrair o melhor de Uribe. Internamente, o colombiano tem sido elogiado nos treinos, mas na prática ainda não convenceu o torcedor. E se levarmos a substituição em consideração, nem Sampaoli.