José Carlos Peres - Santos

Peixe vendeu Caju e Vecchio, além de ter emprestado Cleber, Copete e Felippe Cardoso (Ivan Storti/Santos)

Arthur Faria
20/07/2019
06:00
Santos (SP)

O Santos comemorou as últimas vendas e empréstimos de 'encostados' no clube. Durante as últimas semanas, o Peixe liberou cerca de cinco jogadores. 

Caju, Vecchio, Cleber Reis, Felippe Cardoso e Copete são os jogadores que não fazem parte do elenco do técnico Jorge Sampaoli. Os dois primeiros foram vendidos ao Braga-POR e Al-Ittihad-SAU, respectivamente, enquanto o zagueiro e o atacante ao Oeste-SP e Ceará por empréstimo. O colombiano foi cedido para o Pachuca-MEX até junho de 2020.

O Santos recebeu cerca de R$ 4 milhões com as vendas de Vecchio e Caju. Além disso, economizou neste mês quase R$ 600 mil com os empréstimos de Felippe Cardoso, Cleber Reis e Copete. 

Para melhorar, nos últimos dias, a diretoria santista recebeu do Real Madrid-ESP cerca de 45 milhões de euros (R$ 185 milhões) da segunda parcela do atacante Rodrygo.

O Santos ainda tenta se alertar para cumprir com o prazo dos vencimentos do técnico Jorge Sampaoli e elenco no próximo mês para evitar um novo descontentamento. Vale lembrar que o Peixe estava devendo dois meses de direitos de imagem ao treinador argentino. 

O zagueiro Fabián Noguera e o meia Bryan Ruiz são os próximos alvos de venda da diretoria do Santos. O argentino tem mercado no futebol europeu, enquanto o costarriquenho tem propostas do futebol do México e dos Estados Unidos. 

O Santos faz o último treino na manhã deste sábado, no CT Rei Pelé, antes de viajar ao Rio de Janeiro para enfrentar o Botafogo, neste domingo, às 11h, no Engenhão, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.