Rueda - presidente do Santos

Presidente do Santos explicou a confusão a respeito do sócio-torcedor (Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC)

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
28/11/2021
14:28
Santos (SP)

O presidente Andres Rueda falou sobre as possíveis mudanças no sistema de sócios torcedores do Santos. Nesta segunda-feira, o Conselho Deliberativo iria votar sobre a possibilidade do fim dos descontos para as mulheres que são Sócias do clube.

"Eu achava que a mulher gostaria de ter tratamento igual. Pensamos em parar com isso de homem ou mulher, mas sim no título de sócio. Conselho tem autonomia e nosso apoio se achar que deve permanecer (o desconto), mas eu achei que estávamos fazendo uma coisa interessante. A gente sempre fala de igualdade, homem e mulher a mesma coisa e tal", disse o Presidente em entrevista ao DIÁRIO DO PEIXE.

A votação, porém, não vai mais acontecer. Segundo a conselheira Valéria Mendes, a proposta para retirada do desconto foi suspensa pelo presidente santista.

"Vitória de todas as santistas. O desconto para mulheres no Sócio Rei será mantido. Em ligação, Andres garantiu a retirada da proposta para votação. Admitiu que erraram em não ouvir e inserir mulheres no processo de alteração", disse a conselheira. "Na verdade, a proposta nem poderia ter sido sugerida pois fere o Estatuto do Santos. O presidente valorizou os debates levantados graças a voz de tantas santistas engajadas. Se mostrou aberto a ouvir e entender melhor as pautas das mulheres dentro e fora dos gramados. A ver", completou em sua rede social.

Questionado sobre estímulos para as mulheres irem ao estádio, Rueda comentou que pensa na criação de uma comissão para entender o que o público feminino espera como sócia.

+ Veja no aplicativo do LANCE! o resultado dos jogos da rodada

"A nossa ideia, eu sempre aprendi uma coisa, a gente não sabe como agradar mulher no sentido de sócio. Na verdade, o que a gente imaginou, que ninguém melhor que as mulheres para falarem isso. Certa vez disse para criar uma área somente para mulheres no estádio e só faltaram me matar. Realmente, nossa ideia é igualar, vamos criar uma comissão das mulheres para ver o que elas querem. Mas não tem problema isso, é uma sugestão, nossa visão, se acharem que não deve ser, sem problemas", completou.