José Carlos Peres

José Carlos Peres diz que tem ótima relação com Maurício Galiotte, presidente do Palmeiras (Foto: Ivan Storti)

Alexandre Guariglia, Gabriel de Sá e Thiago Ferri
22/10/2019
14:17
São Paulo (SP)

O Santos se reunirá nesta semana com o estafe de Gustavo Henrique para "definir de uma vez por todas" o futuro do zagueiro, como revelou o LANCE!. Com contrato até janeiro de 2020, a renovação está travada, e o Palmeiras monitora o jogador para o ano que vem. O presidente alvinegro José Carlos Peres, porém, não acredita que o rival irá atravessar as conversas.

- O presidente do Palmeiras é um grande amigo e não tenho nenhuma dúvida de que vai nos consultar, porque estamos negociando. Respeitamos os coirmãos em São Paulo, sempre. Se está em negociação, não atravessamos para não prejudicar - afirmou Peres, depois do sorteio do Campeonato Paulista de 2020.

- Teremos uma reunião nesta semana para definir de uma vez por todas. O Gustavo Henrique é um Menino da Vila, querido pelo elenco e por todos. Não vamos segurar ele no caso da Europa, porque ele sonha jogar lá, é como todo atleta - acrescentou.

O Peixe chegou a oferecer uma proposta de renovação ao zagueiro de 26 anos, mas o processo gerou um desgaste, inclusive com um desabafo do jogador na última semana. Seu sonho, como afirmou Peres, é atuar na Europa, mas não houve nenhuma proposta oficial até o momento.

Por isso, o estafe do jogador conversou com equipes do futebol brasileiro, inclusive o Palmeiras. O Santos ainda tenta nesta reunião dar a última cartada para garantir a renovação até 2022 e evitar que ele atue em outra equipe do país. Por ter vínculo só até janeiro, Gustavo Henrique já pode assinar um pré-contrato com outro time e sair do Peixe gratuitamente.

Renovação de Jorge

Peres também falou sobre a situação de Jorge, que está emprestado até dezembro. O jogador é vinculado ao Monaco (FRA), foi cedido ao Porto (POR), que o repassou ao Santos. O presidente diz que ainda não sabe o valor para adquirir o lateral-esquerdo em definitivo, mas acredita que só não irá mantê-lo, caso o atleta decida voltar à Europa.

- O Jorge ainda vamos conversar, mas não falou nada de Jorge. Nem o Jorge chegou nada. Ele foi um reempréstimo pelo Porto, mas é jogador do Monaco. Não temos preço do passe estipulado, foi um empréstimo em cima da hora. O Jorge já disse que adora o clube, está super adaptado e obviamente só sai se voltar para a Europa - completou.